Messi não sabe se o Barcelona fez tudo que era possível para contratar Neymar - ES360

Messi não sabe se o Barcelona fez tudo que era possível para contratar Neymar

O craque argentino afirmou em entrevista ao jornal catalão Sport que deu sua opinião, mas não é ele quem manda no clube

Lionel Messi quebrou o silêncio sobre a fracassada tentativa de retorno de Neymar ao Barcelona, em novela que se arrastou por toda a última janela de transferências na Europa. O craque argentino era apontado como um dos grandes defensores da contração do antigo companheiro e mostrou desconfiança se o clube espanhol fez tudo que era possível para que o negócio com o Paris Saint-Germain fosse concretizado.

“Ficaria muito feliz se viesse Neymar. Sinceramente, não sei se o Barça fez tudo o possível para seu regresso, mas é certo que negociar com o PSG não é fácil”, disse Messi em entrevista ao jornal catalão Sport.

O maior artilheiro da história do Barcelona e novamente postulante ao título de melhor do mundo fez questão de destacar a admiração que sente pelo brasileiro, com quem formou ao lado do uruguaio Luis Suárez o poderoso trio conhecido como “MSN”.

“Não estou decepcionado. Temos um plantel espetacular que pode disputar tudo, também sem Ney. A nível esportivo, Neymar é um dos melhores do mundo. E com ele, no quesito da imagem e dos patrocinadores, o clube daria um salto”, afirmou.

Messi negou, no entanto, os rumores de que ele ou o elenco tenham tentado influenciar nas negociações. “Nunca pedimos a contratação de Neymar, simplesmente demos nossa opinião. Se eu mando? Ficou demonstrado que não é assim”.

MESSI PODE DEIXAR O BARCELONA? – Em entrevista recente para o canal oficial do Barcelona, o presidente Josep Maria Bartomeu confirmou que Messi tem uma cláusula em seu contrato que permite uma rescisão ao final de toda temporada, até o fim do vínculo, em 2021.

O argentino negou que pretende ativar esse dispositivo legal, mas reforçou que quer ganhar títulos. “Essa é a minha casa e não quero ir embora. Mas quero ganhar”, disse.

Apesar da soberania na Espanha, onde ganhou quatro dos últimos cinco títulos nacionais, o Barcelona não vence a Liga dos Campeões da Europa desde 2015, quando derrotou a Juventus na decisão, com um gol de Neymar.

Mais notícias
Dia a dia

Covid: Espanha avalia novo estado de emergência nacional

Política

Acompanhado de Ramos, Bolsonaro faz passeio de moto

Política

Guinada ao Centrão reduz protagonismo de militares no governo

Dinheiro

Presidente da Samsung, Lee Kun-hee, morre aos 78 anos