Marinha emite alerta de ventos de até 87 km/h para o Espírito Santo - ES360

Marinha emite alerta de ventos de até 87 km/h para o Espírito Santo

A previsão de mau tempo é válido a partir da manhã desta quinta-feira (23) até a noite de sexta-feira (24)

Surfista registra onda de até 2,5m em Regência. Foto: Gabriel Henriques
Aviso de mau tempo prevê ondas de até 5 metros no litoral capixaba. Foto: Gabriel Henriques

 

A Marinha do Brasil emitiu um novo alerta de ventos fortes para o Espírito Santo. O aviso informa que os ventos podem ter intensidade de até 87 km/h e provocar ondas de até 5 metros entre o norte de Vitória e ao sul de Caravelas (Bahia). A previsão de mau tempo é válido a partir da manhã desta quinta-feira (23) até a noite de sexta-feira (24).

A previsão é que ocorra uma acentuada queda da pressão atmosférica sobre o oceano, entre o litoral do Sul do Espírito Santo e o norte do Rio de Janeiro, formando um sistema de baixa pressão atmosférica. Tudo acontece sobre o mar, mas algumas rajadas de vento, com até 60 km/h, poderão ser observadas sobre o continente. 

O Climatempo explica que se os ventos alcançarem ou passarem de 63 km/h, esta depressão subtropical será reclassificada como tempestade subtropical e receberá o nome de Kurumí. Os sistemas especiais de baixa pressão atmosférica só recebem um nome quando se transformam em uma tempestade subtropical. As depressões subtropicais não são nomeadas.

Ainda segundo o Climatempo, depois de organizado, este sistema de baixa pressão pressão atmosférica tende a se deslocar cada vez mais para alto-mar, fazendo a trajetória de para sul, e afastando-se cada vez mais da costa da Região Sudeste.

Previsão de chuva forte

Órgãos do governo federal emitiram um alerta conjunto para a possibilidade de chuvas intensas na faixa que compreende o Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais e Rio de Janeiro, além do Distrito Federal. A previsão aponta que os totais pluviométricos podem alcançar de 150 milímetros a 400 milímetros e podem causar sérios impactos nesses estados. A projeção é que as chuvas mais intensas comecem a cair nesta quarta-feira (22) e prossigam até o final de semana.

> Governo do ES pede apoio do Exército para municípios afetados pelas chuvas

O informe é do Cenad (Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres), do MDR (Ministério do Desenvolvimento Regional); do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia); do Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais); e do CPRM (Serviço Geológico Brasileiro).

De acordo com esses órgãos, há a possibilidade de ocorrerem desastres naturais como inundações, enxurradas, alagamentos, deslizamentos de terra e corridas de solo.

Calamidade Pública

O Ministério do Desenvolvimento Regional reconheceu estado de calamidade pública nas cidades de Alfredo Chaves, Iconha, Rio Novo do Sul e Vargem Alta, todas no Espírito Santo, por conta das fortes chuvas. Com a medida, as localidades poderão ter acesso a recursos federais para ações de socorro, assistência, restabelecimento de serviços essenciais à população e reconstrução de estruturas públicas afetadas. Desde sábado (18), técnicos da Defesa Civil Nacional estão no Espírito Santo para avaliar o impacto das chuvas na região.

As fortes chuvas na região causaram a morte de sete pessoas. As informações estão no boletim da Defesa Civil do estado divulgado nesta terça-feira (21), após a localização, na cidade de Iconha.

Orientações à população

A Sedec (Defesa Civil Nacional) orienta que as pessoas que moram em áreas de risco, ou que já tenham registrado desastres anteriormente, devem procurar os órgãos locais de defesa civil para ter acesso ao plano de contingência para suas regiões. É importante conhecer as rotas de fuga e os pontos seguros para utilização em momento prévio ao desastre.

A Sedec atua constantemente enviando alertas aos órgãos competentes sobre riscos de desastres naturais, assim como para a população, por meio de SMS nos celulares e mensagens nas TVs por assinatura. Os moradores dos estados afetados devem ficar atentos a esses canais de comunicação e, caso não tenham se cadastrado para receber os avisos pelo celular, devem fazer a inscrição.

Para se cadastrar, basta enviar um SMS com o CEP de interesse para o número 40199. De imediato, a seguinte mensagem confirmará o êxito da operação: “Cadastro realizado com sucesso. O celular está apto a receber alertas e recomendações de defesa civil. Para cancelar, envie SAIR e o CEP para 40199”. É permitido cadastrar mais de um CEP.  Já os alertas em TV por assinatura são enviados diretamente aos televisores. O serviço é gratuito, está disponível em todos os estados do Brasil e não há necessidade de cadastro prévio.

Com informações da Agência Brasil

Mais notícias
Dia a dia

Espírito Santo registra primeiro caso suspeito de Coronavírus

Dia a dia

Três acidentes causam mortes de policiais neste Carnaval

Dinheiro

Seu Dinheiro: como evitar prejuízo na compra do dólar

Dia a dia

Orla de Anchieta será revitalizada a partir de março