Jurista analisa vacinação obrigatória para profissionais da Saúde - ES360

Jurista analisa vacinação obrigatória para profissionais da Saúde

O jurista Gustavo Varella explica a importância da decisão e detalha os efeitos que ela pode gerar, inclusive a possibilidade de ingresso com ação judicial

Profissionais da Saúde que não se vacinarem contra o coronavírus, mesmo estando dentro do grupo a receber o imunizante, não poderão atuar nos hospitais estaduais. É o que decidiu o Governo do Espírito Santo em decreto publicado nesta segunda-feira (01).

Em dezembro, o Supremo Tribunal Federal (STF) proferiu um parecer que aponta como constitucional a obrigatoriedade da vacinação, cabendo aos estados optarem pela imposição. A determinação veio após ações movidas por partidos políticos contra a aplicação da medida.

Na coluna Direito para Todos, na BandNews FM Espírito Santo, o jurista Gustavo Varella explica a importância da decisão e detalha os efeitos que ela pode gerar, inclusive a possibilidade de ingresso com ação judicial contra a obrigatoriedade. Confira:


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Justiça do Trabalho determina fim da paralisação dos rodoviários

Dia a dia

Maiores de 30 anos serão vacinados com doses compradas pelo ES

Dia a dia

ES tem 26 pessoas fora de casa por causa da chuva

Política

Defesa de Lula: Sustentamos a incompetência da Justiça Federal do PR desde início