Jogador da base faz o gol da vitória do Cruzeiro contra Vasco - ES360

Jogador da base faz o gol da vitória do Cruzeiro contra Vasco

O meia Maurício, de 18 anos, substituiu o experiente Thiago Neves no segundo tempo e marcou seu primeiro gol pela equipe profissional

Cruzeiro x Vasco
Da base, o meia Maurício substituiu Thiago Neves e garantiu o gol da vitória. Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

O primeiro gol de um jovem das categorias de base deu a vitória ao Cruzeiro contra o Vasco, neste domingo, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, em partida válida pela 17.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O meia Maurício, que substituiu o experiente Thiago Neves no segundo tempo, anotou o gol do triunfo por 1 a 0 que dá um fôlego a mais à equipe mineira na fuga da zona de rebaixamento.

Agora, a equipe de Rogério Ceni conquistou a segunda vitória em três jogos sob o comando do treinador e chegou a 18 pontos, em 16.º lugar, abrindo quatro em relação ao primeiro time na zona da degola, a Chapecoense. Já os cariocas se mantiveram com 20 pontos, caindo após a rodada para o 15.º posto.

O time do técnico Vanderlei Luxemburgo, que vinha de boa vitória em casa sobre o São Paulo na rodada anterior e teve a sua reação na competição freada, ao menos momentaneamente, acabou perdendo uma cobrança de pênalti, com Yago Pikachu, no segundo tempo da partida.

O jogo teve ainda uma peculiaridade: a substituição do árbitro catarinense Heber Roberto Lopes, que passou mal antes do início da partida e havia sido escalado para o duelo, pelo auxiliar do VAR, o paulista Marcelo Aparecido de Souza, que acabou comandando a arbitragem.

A equipe da casa começou a partida deste domingo no estádio do Mineirão com um ligeiro domínio territorial, aproveitando algumas brechas deixadas pela defesa vascaína. Mas, aos poucos, a equipe de Vanderlei Luxemburgo foi equilibrando as ações.

Sem grande imaginação, porém, poucas foram as chances de abrir o marcador na etapa inicial. O mais perto disso foi a conclusão de Marquinhos Gabriel para o gol, que foi anulado logo aos cinco minutos devido a um impedimento.

Presos na boa atuação defensiva dos laterais e volantes vascaínos, os pontas cruzeirenses David e Marquinhos Gabriel ficaram isolados e não contaram com a aproximação efetiva dos meias Robinho e Thiago Neves.

A segunda etapa começou com promessa de mais emoção, com a marcação de pênalti para a equipe carioca em lance faltoso de Fabrício Bruno em Yago Pikachu, aos 4 minutos. O próprio lateral-direito pegou a bola para bater, mas perdeu o seu segundo pênalti seguido – já havia desperdiçado um no clássico contra o Flamengo – no campeonato, frustrando o grito de gol da torcida carioca.

Buscando novas alternativas e pensando em poupar algumas de suas principais peças para o jogo de volta das semifinais da Copa do Brasil, nesta quarta-feira diante do Internacional, em Porto Alegre, Rogério Ceni sacou Pedro Rocha, para a entrada de Fred, e Thiago Neves, que deu lugar a Maurício.

Fred teve atuação discreta, mas o jovem de 18 anos, oriundo da base cruzeirense, por sua vez, seria decisivo na partida deste domingo. Em uma das poucas jogadas articuladas pelo ataque mineiro, David se livrou da forte marcação carioca e assistiu Maurício, que, da entrada da área, bateu firme de pé esquerdo para vencer o goleiro Fernando Miguel. Foi o primeiro gol dele pela equipe profissional.

Ainda buscando se desgarrar das últimas colocações, o Cruzeiro joga novamente no estádio do Mineirão, pela 18.ª rodada, a penúltima do primeiro turno, contra o Grêmio, às 11 horas do domingo. No mesmo horário, só que no dia anterior, o Vasco recebe o Bahia, no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro.

Estadão Conteúdo

Mais notícias
Dia a dia

Confira novas regras para cidades em risco moderado

Dia a dia

“Vamos cumprir o decreto, mas discordamos da decisão”, diz presidente do Sinepe sobre fechamento de escolas

Cult

“O Gambito da Rainha” se torna uma das séries mais vistas da Netflix

Eleições 2020

Serra: Pesquisa aponta Vidigal com 56% e Fábio tem 32%