Irã anuncia prisões ligadas a abate de avião ucraniano - ES360

Irã anuncia prisões ligadas a abate de avião ucraniano

O acidente ocorreu na última quarta-feira (08) e resultou na morte de 176 passageiros e tripulantes que estavam a bordo da aeronave

O judiciário do Irã anunciou nesta terça-feira que efetuou prisões relacionadas ao abate acidental do avião ucraniano que provocou a morte das 176 pessoas a bordo, poucos minutos depois de decolar de Teerã, na última quarta-feira (08).

O anúncio veio num momento de frustração e de revolta dos iranianos, que nos últimos saíram às ruas para protestar em reação ao caso do avião e a aparentes tentativas de autoridades iranianas de encobrir as causas da queda.

O Irã, que a princípio negou alegações de que um míssil havia derrubado o avião – um Boeing 737-800 que tinha como destino a capital ucraniana, Kiev -, admitiu apenas no sábado que sua Guarda Revolucionária abateu a aeronave acidentalmente.

A queda do Boeing ocorreu horas depois de o Irã lançar um ataque com mísseis contra bases militares utilizadas por tropas americanas no Iraque.

O presidente iraniano, Hassan Rouhani, também defendeu hoje que um tribunal especial seja formado para investigar o incidente, que ele descreveu como “doloroso e imperdoável”.

Estadão Conteúdo

Mais notícias
Dia a dia

Espírito Santo passa dos 2 mil mortos pela covid-19

Dia a dia

Trecho da BR-262 será interditado por três dias para remoção de pedras

País

Brasil registra 631 mortes pela covid-19 em 24 horas

Dia a dia

Ocupação de UTIs volta a ficar abaixo de 80% no Espírito Santo