Inflação na Grande Vitória em 2020 supera a do Brasil - ES360

Inflação na Grande Vitória em 2020 supera a do Brasil

IPCA na Grande Vitória fechou o ano em 5,15%, enquanto o país registrou inflação de 4,52%. Só em dezembro, aumento na Grande Vitória foi de 1,41%, puxado pela alta na habitação

A inflação na Grande Vitória fechou o ano de 2020 em 5,15%, superando o índice do Brasil, que ficou em 4,52%. Só no mês de dezembro, o aumento no Espírito Santo foi de 1,41%, puxado pela alta de habitação (3,8%) e educação (2,93%). Os dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foram divulgados nesta terça-feira (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com o IBGE, o aumento na habitação foi provocado pela alta na tarifa de luz, teve impacto na Grande Vitória de 0,43 pontos percenturais. Em Vitória, o órgão destacou ainda que o resultado de 0,10% na taxa de água e esgoto é consequência dos reajustes de 2,95% em Vitória.

O resultado de 5,15% no crescimento do índice de preços em 2020 foi puxado pelo aumento de 18,35% em alimentação e bebida, seguido por habitação, que teve aumento de 7,67% e artigos de residência, que subiu 6,96% ao longo do ano passado.

O IPCA é calculado pelo IBGE desde 1980, se refere às famílias com rendimento monetário de 1 a 40 salários mínimos, qualquer que seja a fonte, e abrange dez regiões metropolitanas, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande, Rio Branco, São Luís, Aracaju e Brasília. Para o cálculo do índice do mês, foram comparados os preços coletados entre 28 de novembro e 29 de dezembro de 2020 (referência) com os vigentes entre 28 de outubro e 27 de novembro de 2020 (base).

Dados do IPCA na Grande Vitória em dezembro. Foto: Divulgação/IBGE

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Novo lote com 35,5 mil vacinas chega ao Espírito Santo

País

Dezenas de cidades têm carreatas pró-impeachment

Dia a dia

Fiocruz prevê ter insumos da vacina de Oxford só no dia 8

Dia a dia

Margareth Dalcomo recebe a vacina de Oxford