Índia aprova uso da vacina AstraZeneca para coronavírus - ES360

Índia aprova uso da vacina AstraZeneca para coronavírus

É a primeira vacina para coronavírus aprovada para uso emergencial pela Índia, que apresenta o maior número de infecções depois dos Estados Unidos

México e Chile planejam iniciar a imunização da população nesta quinta. Foto: Pexels
Vacina contra a covid-19. Foto: Pexels

O governo da Índia aprovou a vacina contra a covid-19 desenvolvida pela AstraZeneca e pela Universidade de Oxford, abrindo caminho para uma campanha massiva de imunização no segundo país mais populoso do mundo, disse neste sábado o ministro da Informação da Índia, Prakash Javadekar.

> Primeiro fim de semana do ano começa com novas restrições por coronavírus no mundo

Javadekar acrescentou que a vacina foi aprovada na sexta-feira, confirmando o que fontes próximas ao assunto disseram à Reuters.

É a primeira vacina para coronavírus aprovada para uso emergencial pela Índia, que apresenta o maior número de infecções depois dos Estados Unidos.

Javadekar disse que pelo menos mais três vacinas aguardam aprovação.

“A Índia é talvez o único país onde pelo menos quatro vacinas estão sendo preparadas”, disse ele.

“Um foi aprovado ontem para uso emergencial, a Covishield”, disse, referindo-se à vacina da AstraZeneca, que está sendo desenvolvida localmente naquele país por meio do Sorum Institute of India (SII, na sigla em inglês).

A Índia relatou mais de 10 milhões de casos de Covid-19, embora sua taxa de infecção tenha caído significativamente desde o pico em meados de setembro.

O país espera inocular 300 milhões de seus 1,35 bilhão de habitantes nos primeiros seis a oito meses de 2021.

Agência Brasil


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Terminal de Itaparica volta a funcionar na segunda-feira

Dia a dia

Primeiro trecho das obras do Portal do Príncipe é aberto em Vitória

Mundo

Biden toma posse e inicia guinada contra legado de Trump

Dia a dia

Espírito Santo não corre risco de desabastecimento de oxigênio, garante a Sesa