Impasse entre juiz e promotor sobre uso de máscara em Tocantins - ES360

Impasse entre juiz e promotor sobre uso de máscara em Tocantins

Na coluna Direito para Todos, Gustavo Varella comenta o impasse entre juiz e promotor que culminou na soltura de dois presos por homicídio

Um impasse entre um juiz e um promotor de justiça envolvendo o uso de proteção facial contra o coronavírus durante um julgamento culminou na soltura de dois presos por homicídio no estado de Tocantins, na região Norte. O caso foi veiculado pelo programa Fantástico, da Rede Globo, no último domingo (27).

De acordo com a reportagem, o promotor teria pedido pelo uso da proteção facial de acrílico, a “face shield”, em vez da máscara durante a audiência, o que foi negado pelo juiz. A argumentação é de que a máscara atrapalharia na exposição das ideias do promotor.  Por não ter a exigência atendida, o profissional decidiu por liberar os investigados.

Na coluna Direito para Todos desta segunda-feira (28), na BandNews FM Espírito Santo, o jurista Gustavo Varella comenta o caso.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Saneamento de Cariacica é leiloado com meta de esgoto 100% tratado em 10 anos

País

Governo federal vai comprar 46 milhões de doses da vacina chinesa

Dia a dia

Espírito Santo tem 12 mortes pelo coronavírus e 818 casos em 24 horas

Política

‘Por trás desse broche existe um ser humano’, diz senador do dinheiro na cueca