Iluminação pública de Vila Velha será toda de LED - ES360

Iluminação pública de Vila Velha será toda de LED

Mudança acontecerá a partir da assinatura do contrato, em outubro, com consórcio SRE–IP Vila Velha, que vai administrar a iluminação pelos próximos 20 anos

Iluminação pública de Vila Velha foi concedida pelos próximos 20 anos. Foto: Divulgação/PMVV

Até o final do ano que vem, toda a iluminação pública de Vila Velha será substituída por LED. A mudança será possível a partir da concessão por 20 anos da iluminação pública do município, que teve leilão realizado na B3 (Bolsa de Valores) em agosto. O certame foi vencido pelo consório SER – IP Vila Velha, formado pelas empresas Splice, RT Energia e Engelmig Energia, sob a liderança do grupo paulista Splice Indústria, Comércio e Serviços Ltda e sua homologação foi publicada nesta quarta-feira (16) no Diário Oficial do Município.

A assinatura do contrato está prevista para o próximo mês. Seis meses após a assinatura, a previsão é que 2/3 da iluminação já seja substituída por LED. Serão trocados 35 mil pontos de iluminação da cidade por lâmpadas de LED, o que reduzirá em até 50% o consumo de energia e beneficiará mais de 500 mil pessoas.

“No prazo de até um ano, toda iluminação da cidade será inteiramente substituída por LED. Um investimento privado que vai ser realizado na cidade e que vai gerar impacto na segurança pública e colocar o município no rumo das cidades inteligentes”, destacou o prefeito Max Filho.

Detalhes do contrato

Durante a vigência do contrato de 20 anos, o grupo de empresas terá de investir R$ 110 milhões, sendo R$ 65 milhões no primeiro ano e os outros R$ 45 milhões no 11º ano para a substituição das luminárias. O consórcio será responsável pela implantação, instalação, recuperação, modernização, melhoramento, além da eficientização, expansão, operação e a manutenção de toda a rede de iluminação pública do município.

O leilão, uma das etapas mais importantes da licitação da Parceria Público-Privada (PPP) de Iluminação Pública de Vila Velha, realizado no início de agosto, teve participação de 31 empresas em 11 consórcios empresariais.

A proposta vencedora teve um deságio de 62,06%, um dos maiores do país nessa modalidade de licitação, com uma contraprestação no valor de R$ 501 mil, disputados pelos quatro consórcios finais habilitados durante as cinco fases, com lances em viva-voz até que o resultado final fosse proclamado.

Todo o processo de licitação e estudos da modelagem da Parceria Público-privada de Iluminação Pública do município contou com o assessoramento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
País

PCC movimentou R$ 1,2 bilhão com tráfico de drogas

Dia a dia

Número de alunos em graduações a distância no Brasil salta 378% em 10 anos

Dia a dia

Mourão sobre desmatamento: “Precisamos apresentar melhores resultados”

País

Tribunal aceita denúncia e afasta governador de Santa Catarina