Idosos e profissionais da saúde são vacinados contra a covid-19 em Vitória - ES360

Idosos e profissionais da saúde são vacinados contra a covid-19 em Vitória

O município recebeu da Sesa 4.769 doses do imunizante para uso exclusivo do grupo prioritário determinado pelo Ministério da Saúde

José Firmino, de 93 anos, foi o primeiro a ser vacinado na capital, no Asilo dos Idosos. Foto: Jansen Lube/PMV
José Firmino, de 93 anos, foi o primeiro a ser vacinado na capital, no Asilo dos Idosos. Foto: Jansen Lube/PMV

A prefeitura de Vitória começou a vacinação contra o novo coronavírus. A imunização foi iniciada na manhã desta terça-feira (19) pelo Asilo dos Idosos, no bairro Monte Belo. O residente José Firmino, de 93 anos, foi o primeiro a ser vacinado na capital.

Em entrevista à rádio Band News FM, o prefeito Lorenzo Pazolini afirmou que o município recebeu da Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) 4.769 doses do imunizante, para uso exclusivo do grupo prioritário determinado pelo Ministério da Saúde. Nesta primeira remessa, serão vacinados 600 idosos e trabalhadores de instituições de longa permanência e 4,1 mil profissionais de saúde que atuam na linha de frente no combate ao coronavírus.

“É importante ressaltar que nesse primeiro momento as pessoas não devem procurar as unidades de saúde. Iremos divulgar todo o calendário a seguir, de acordo com o fluxo de recebimento das vacinas”, disse o prefeito.

Com a chegada de mais imunizantes, Pazolini garante que o serviço será estendido à população em geral por meio de agendamentos online e drive thru. “Aqueles que não puderem se deslocar, nos também iremos com nossas equipes em suas residências”, destacou.

Confira a entrevista completa


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dinheiro

Imposto de Renda: prazo para declaração vai de março a abril

Dia a dia

Espírito Santo recebe 61 mil novas doses de vacinas

Política

Câmara discute hoje PEC para 'blindar' deputados, entenda

Dia a dia

Contribuinte com rendimento acima de R$ 22.847,76 terá de devolver auxílio