Hélio Moraes, irmão de Sérgio Sampaio, morre aos 64 anos - ES360

Hélio Moraes, irmão de Sérgio Sampaio, morre aos 64 anos

Colegas que trabalhavam com ele na Secretaria de Cultura do município decidiram ir até sua casa após estranhar a ausência do músico, mas já o encontraram sem vida

Helinho Sampaio, irmão do músico Sérgio Sampaio, faleceu aos 64 anos. Foto: Reprodução

O músico e compositor capixaba Hélio de Moraes Sampaio, 64, foi encontrado morto em sua casa nesta segunda-feira (14), em Cachoeiro de Itapemirim, na região Sul do estado. Helinho, como ficou conhecido na cena artística, era irmão do “maldito da MPB” Sérgio Sampaio, responsável por sucessos como “Eu Quero É Botar Meu Bloco Na Rua” e “Tem Que Acontecer”, entre vários outros.

De acordo com informações iniciais, colegas que trabalhavam com ele na Secretaria de Cultura do município decidiram ir até sua casa após estranhar a ausência do músico, mas já o encontraram sem vida. Ainda não há informações sobre o que ocasionou a morte. O sepultamento do corpo será na tarde desta terça-feira (15), a partir das 14h.

Há mais de 20 anos, Hélio apresentava seus trabalhos pelo Espírito Santo e mantinha viva a memória do irmão, que ficou consagrado na música popular brasileira. Nos últimos anos de sua vida, dedicou-se ao ensino de violão em projeto de oficinas artísticas da cidade, contribuindo com a formação musical de crianças e adolescentes.

Nas redes sociais, amigos e parentes lamentaram o falecimento do artista e destacaram a importância dele para a música capixaba. “Boa passagem, mestre. A arte, a cultura e a música ficaram mais pobres no dia de hoje. Que o barqueiro te conceda uma breve e serena travessia“, escreveu um amigo no Facebook. Entre as personalidades que também se manifestaram nas redes, estão o secretário de Estado da Cultura, Fabrício Noronha, e os músicos capixabas André Prando e Marcelo Ribeiro.

Luto oficial

Lugar onde a família Sampaio ganhou projeção nacional, a prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim decretou luto oficial de três dias no município a partir desta terça-feira (15), por causa do falecimento do compositor. O decreto, que será publicado no Diário Oficial desta quarta (16), salienta que Helinho Sampaio “dedicou sua vida à construção do bem comum, tendo marcado de forma indelével sua passagem pela vida pública, com realizações na área cultural de valor inestimável para a coletividade”.

“Irmão de Sérgio Sampaio e primo de Raul Sampaio, cachoeirenses que gravaram seus nomes na história da música brasileira, e filho do maestro Raul Gonçalves Sampaio, Hélio é reconhecido pelo seu brilhante trabalho na música e na arte, tendo sido um exímio compositor e violonista, além de pessoa humilde, companheira e com enorme carisma”, afirmou a prefeitura por nota.

 


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Política

Bolsonaro: na parte econômica, o Brasil foi o que melhor se saiu (na pandemia)

País

PGR já discute futuro da Lava Jato e fim de ‘marca’

Dia a dia

ONGs combatem a fome no ES com doações

Dia a dia

Edição extra do ‘Diário Oficial’ convoca peritos para trabalhar