Governo retoma programa de Mobilização pelo Emprego no Espírito Santo - ES360

Governo retoma programa de Mobilização pelo Emprego no Espírito Santo

Demora nos licenciamentos para obras está entre os problemas apontados pelo secretário especial do Ministério da Economia, Carlos da Costa, em visita a Vitória

A demora nos licenciamentos para obras e investimentos é um dos entraves no avanço da economia que serão discutidos pelo programa de Mobilização pelo Emprego e Produtividade, que será retomado no Espírito Santo.  O secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia (SEPEC/ME), Carlos Da Costa, está em Vitória nesta sexta-feira (16) para participar de encontros com empresários e parlamentares e falou com a imprensa na Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes) sobre a retomada do programa.

“O objetivo do programa é estimular o governo e setor empresarial para que implementem mudanças que possam alavancar o setor. Precisamos que os governadores façam as transformações sob sua responsabilidade e levem o Brasil a uma posição de destaque para um bom ambiente de negócios”, afirmou Costa.

Ele citou a questão do grande número de obras esperando licenciamento do Brasil. “Já implementamos medidas para que as aprovações de obras transcorram de forma mais rápida. Ao liberarmos com responsabilidade, mas agilidade, teremos obras com possibilidade de gerar milhões de emprego”, detalhou.

A respeito de prioridade de metas para o programa no Espírito Santo, ele explicou que quem vai definir as metas são as empresas e governos locais, mas citou alguns exemplos dos principais desafios do Espírito Santo, como o destravamento do setor de rochas ornamentais e da construção civil. Ele também citou a nova Lei do Gás, que vai ter um impacto importante no Estado, e o novo marco do saneamento. Por fim citou a Lei da Cabotagem, dizendo que o Espírito Santo será amplamente beneficiado por ter uma extensa costa em relação a sua área territorial.

Empreendedorismo feminino

Carlos Da Costa também anunciou que o programa Empreendedorismo Feminino será lançado no Espírito Santo. A decisão foi tomada, segundo ele, em conversa com a vice-governador Jaqueline Moraes e a presidente da Findes, Cris Samorini. O objetivo do programa é estimular a formação de mulheres empreendedoras ,dando o apoio técnico e de crédito para que amplie a participação entre os empreendedores.  “A participação das mulheres como empreendedoras ainda é pequena no mundo dos negócios e não é um problema só brasileiro. Queremos estimular a formação dando todo o apoio”, ressaltou.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Cult

MPE é favorável a live de Caetano Veloso para campanha de Manuela D’Ávila

Eleições 2020

Aracruz tem empate técnico entre dr. Coutinho e Alcântaro

Mundo

Brasil vai produzir vacina russa em larga escala

País

Auditores entram com ação contra nomeação antecipada de amigo de Bolsonaro ao TCU