Governo gastou R$ 462 milhões no combate à pandemia no Espírito Santo - ES360

Governo gastou R$ 462 milhões no combate à pandemia no Espírito Santo

Deste total, aproximadamente R$ 170 milhões são de recursos estaduais e R$ 229 milhões de recursos federais

Sesa atualiza Painel de Ocupação de Leitos da covid-19. Foto: Divulgação/Sesa
Leito de hospital para paciente com covid-19. Foto: Divulgação/Sesa

 

Seis meses já se passaram desde que a rotina da população capixaba foi afetada pela pandemia do novo coronavírus. Um levantamento nas contas públicas mostrou que, até agora, o Espírito Santo empregou R$ 462 milhões em medidas de combate à doença. Deste total, aproximadamente R$ 170 milhões são de recursos estaduais e R$ 229 milhões de recursos federais.

Além das 3.235 vidas levadas pelo vírus e dos 114.700 infectados até agora no Espírito Santo, o volume de recursos usado para combater a pandemia e aliviar seus efeitos econômicos e sociais teve um efeito impactante nas finanças públicas. O valor gasto é o equivalente à construção de duas unidades hospitalares do mesmo modelo do Hospital Geral de Cariacica, o maior do Espírito Santo. Segundo o governo do Estado, o investimento com a fundação e o prédio até o momento foi de R$ 230 milhões. No total, serão 408 leitos (entre os de internação e de apoio) disponíveis.

Segundo monitoramento da Agência Nacional de Saúde Suplementar, os R$ 462 milhões gastos até o momento pelo governo no combate à pandemia seriam suficientes para custear cerca de 115 mil diárias de UTIs para pacientes com covid-19 na rede privada de Saúde. De acordo com a última pesquisa divulgada pelo setor em junho, o custo por diária em um leito de UTI para pacientes com covid-19 no mês de maio foi de R$ 4.013. Considerando que nesse mesmo período o tempo médio de internação foi de 12 dias, o custo total por paciente foi de R$ 48.150.

Recursos aplicados na pandemia

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) afirmou que os recursos foi usado para contratações de profissionais, compra de equipamentos de proteção individual (EPI’s), de respiradores e insumos, além de obras. Com esse dinheiro também foram abertos e adequados leitos na rede pública de saúde, além da compra de vagas em hospitais filantrópicos e particulares, já que o governo do Estado optou por não abrir hospitais de campanha.

O levantamento apontou que o orçamento usado pela Sesa até agosto de 2019 foi de R$ 2,4 bilhões. No mesmo período de 2020, foram empregados na Saúde cerca de R$ 2.8 bilhões. A Sesa não detalhou quanto gastou com cada uma das despesas decorrentes da pandemia, mas informou que dos R$ 462 milhões empregados até o momento, R$ 35 milhões foram na compra de respiradores, R$ 29 milhões foram para obras de abertura e adequação de leitos na rede estadual e R$ 63 milhões foram usados na aquisição de EPI’s e equipamentos.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Deputado pede investigação de Heleno por monitorar ambientalistas

Dia a dia

Covid-19: Espírito Santo volta a registrar mil casos em 24 horas

Dia a dia

Mortes violentas no Espírito Santo crescem em ritmo maior que no Brasil

País

Lewandowski nega recurso da Globo e manda ao TJ do Rio caso das “rachadinhas”