Governo do ES manda 50% dos servidores saírem do home office - ES360

Governo do ES manda 50% dos servidores saírem do home office

Após período de home office como prevenção contra o avanço da covid-19, metade dos servidores de cada órgão terá de voltar ao escritório em agosto

Parte dos servidores terá que voltar ao escritório. Foto: governo do ES

A partir de 1º de agosto, metade dos servidores de cada órgão do governo do Espírito Santo terá de retornar ao trabalho presencial, após período de home office como medida de prevenção contra o avanço da covid-19 no estado. A medida foi publicada em edição extra do Diário Oficial deste sábado (25).

“Deverá a autoridade máxima do órgão ou entidade garantir o comparecimento presencial de, no mínimo, 50% (cinquenta por cento) dos servidores de cada setor”, determina a alteração no decreto 4629-R, de 15 de abril.

Antes, o decreto exigia que ao menos um funcionário de cada setor fizesse expediente na sede do órgão. Segundo a Seger (Secretaria de Estado de Gestão e Recursos Humanos), ficam excluídos da obrigatoriedade do trabalho presencial os servidores que se enquadra no grupo de risco da covid-19. “Estes permanecem em designação excepcional e temporária para trabalho remoto, conforme preconiza o decreto”, informou a Seger.

A secretaria foi questionada sobre o número total de servidores que devem retornar ao trabalho presencial, mas disse que não conseguiria levantar o número neste domingo (26).


Comentários:


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

SindEducação aciona Justiça contra volta às aulas

País

PF faz buscas no gabinete de Hélder Barbalho em operação sobre desvios na Saúde

Bem-estar

Nove em 10 pacientes curados da covid-19 apresentam efeitos colaterais

País

PF aponta ‘indícios de corrupção sistêmica’ no governo do Pará