Galpão que pegou fogo na Vila Rubim estava sem alvará dos Bombeiros - ES360

Galpão que pegou fogo na Vila Rubim estava sem alvará dos Bombeiros

Oito imóveis vizinhos permanecem interditados. 70 pessoas tiveram que sair de casa

Incêndio Vila Rubim
O galpão foi completamente destruído pelas chamas. Foto: Getúlio Costa/TV Capixaba

O galpão na Vila Rubim, em Vitória, que pegou fogo na última sexta-feira (20), estava com o alvará do Corpo de Bombeiros vencido desde 2017. Em entrevista à TV Capixaba, um morador da região afirmou que um anexo estava sendo construído no local, sem autorização da Prefeitura. Ele afirma ainda já ter denunciado a irregularidade ao CREA, à Prefeitura de Vitória e ao Ministério Público.

Oito imóveis vizinhos continuam interditados por Segurança. A Defesa Civil de Vitória informou, entretanto, que em princípio não há risco de desabamento. Uma análise mais criteriosa da situação estrutural dos prédios será feita após o término do rescaldo. 70 pessoas tiveram que deixar suas casas e estão alojadas em casas de parentes.

Incêndio Vila Rubim
Oito imóveis vizinhos permanecem interditados. Foto: Getúlio Costa/TV Capixaba

Bombeiros ainda trabalham no local. Eles jogam água para resfriar o ambiente, antes da retirada do material altamente inflamável que se encontra no interior do galpão. Para essa retirada, eles precisam de uma retroescavadeira, que será disponibilizada pelo proprietário do imóvel.

O local ainda vai passar por perícia, na tentativa de identificar as causas do incêndio. O resultado do laudo pericial sai em, no mínimo, 30 dias, segundo o Corpo de Bombeiros.

Incêndio Vila Rubim
Bombeiros continuam atividades de rescaldo no galpão que pegou fogo na Vila Rubim. Foto: Getúlio Costa/TV Capixaba

Nossa produção tentou contato com a Prefeitura de Vitória para saber sobre a denúncia de construção irregular no local, mas até o momento a assessoria de imprensa não atendeu nossas ligações.

 

 

 

Mais notícias
Dia a dia

Capixabas já podem emitir nova carteira de identidade

Dia a dia

ES registra o menor número de assassinatos desde 1996

País

Com pandemia, varejo elimina 75 mil lojas

Dia a dia

Com ações inclusivas, Maranata leva ensinamentos a pessoas com deficiência