França aprova vacina da Pfizer e planeja imunização no domingo - ES360

França aprova vacina da Pfizer e planeja imunização no domingo

País receberá inicialmente 500 mil doses e mais 1,5 milhão em janeiro; primeira fase da campanha terá idosos e profissionais da saúde como alvo

A França aprovou na quinta-feira, 24, o uso da vacina contra o coronavírus da Pfizer-BioNTech e começará a imunizar residentes em risco já no domingo.

A Haute Autorité de la Santé, principal autoridade de saúde da França, disse que a vacina foi aprovada para pacientes com 16 anos ou mais e que quaisquer efeitos colaterais potenciais seriam monitorados pela Agência Nacional para a Segurança de Medicamentos.

“O perfil de segurança é satisfatório”, disse o comunicado. Mas também alertou contra vacinas para pacientes com histórico de reações alérgicas graves em meio a vários relatos de efeitos adversos no Reino Unido e nos Estados Unidos.

A autorização seguiu a aprovação da vacina no início desta semana pelo órgão regulador médico da União Europeia. Vários países – incluindo Áustria, Itália e Alemanha – também planejam começar a vacinar no domingo, como parte de uma campanha em toda a Europa.

A França receberá inicialmente 500 mil doses e mais 1,5 milhão em janeiro, informou a mídia francesa. A vacina requer duas doses a serem administradas com 21 dias de intervalo.

A primeira implantação da vacina na França terá como alvo os idosos e profissionais de saúde da linha de frente, e ocorrerá por um período de seis a oito semanas.

A França relatou mais de 2,5 milhões de casos de coronavírus e mais de 61 mil mortes desde o início da pandemia.

Com agências internacionais


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
País

Governo do AM sugere abrir valas no interior por falta de oxigênio

Dia a dia

Covid-19: Espírito Santo registra 19 mortes e 1.208 casos em 24 horas

País

Secretário de SP diz que ainda aguarda posição sobre doses da Coronavac para SP

Mundo

Em razão da nova cepa, Itália suspende voos vindos do Brasil