Flamengo perde para o Emelec e se complica na Libertadores - ES360

Flamengo perde para o Emelec e se complica na Libertadores

Além da derrota, o Rubro-Negro ainda perde um jogador importante. Diego deixa o Equador com uma fratura no tornozelo esquerdo

RODINEI Flamengo
Rodinei em ação jogo de ontem: Flamengo sofreu o gol no primeiro tempo e não se achou no jogo. Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Deu tudo errado para o Flamengo, em Guayaquil, no Equador. Após escalação errada do técnico Jorge Jesus e lesão de Diego, o time carioca foi derrotado pelo Emelec, por 2 a 0, no jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores. Com este resultado, a equipe carioca vai precisar de um triunfo de três gols de diferença quarta-feira que vem, no Maracanã, para obter a classificação sem precisar ir aos pênaltis.

Sem poder contar com Arrascaeta e Everton Ribeiro, machucados, Jorge Jesus escalou Rafinha (improvisado) e Gerson no meio de campo. Resultado: foram os piores 45 minutos do Flamengo sob direção do técnico português. Rafinha não se encontrou em campo, Gerson esteve tímido demais e Diego ficou sobrecarregado. Com isso, Gabriel e Bruno Henrique ficaram isolados no ataque.

O Emelec não saiu para o ataque. Preferiu esperar o Flamengo e imprimir forte marcação. Sua estratégia ganhou força logo aos nove minutos, quando Cabezas escapou pela direita e acionou Guerrero do outro lado do campo. O canhoto cruzou rápido e Godoy bateu de primeira para abrir o placar.

Jorge Jesus não mudou os jogadores do Flamengo para o segundo tempo, mas alterou o posicionamento. Rafinha ficou mais fixo na direita, ao lado de Rodinei, enquanto Gerson foi para a esquerda, com Renê. Gabriel e Bruno Henrique se revezavam nas pontas e no meio. A situação melhorou aos oito minutos, quando Vega chutou a lateral do rosto de Rafinha e foi expulso. Jorge Jesus colocou Lincoln no lugar de Rodinei.

Mas a situação se complicou de vez ao s 25: Diego saiu machucado, com uma fratura no tornozelo esquerdo. E como o Flamengo já havia feito três mudanças, os dois times ficaram com dez jogadores em campo. O jogo ficou dramático. Em um dos raros contra-ataques do Emelec, Guerrero fugiu pela direita e foi travado por Léo Duarte. A bola sobrou para Caicedo O chute saiu de bico, desviou em Renê e enganou Diego Alves: 2 a 0.

Antes de buscar reverter a vantagem da equipe equatoriana, o time disputará clássico com o Botafogo, domingo, pelo Brasileiro.

Mais notícias
Dia a dia

Casagrande rebate Bolsonaro e diz que repasse é de 2,2 bi

Dia a dia

ES receberá 15 pacientes transferidos de Santa Catarina

País

Secretários de Saúde defendem toque de recolher nacional

Dia a dia

Com ações inclusivas, Maranata leva ensinamentos a pessoas com deficiência