Festival da torta capixaba será feito pela internet - ES360

Festival da torta capixaba será feito pela internet

Durante a Semana Santa, restaurantes da Ilha das Caieiras vão realizar entrega dos pratos por aplicativo para manter a tradição do festival que movimenta R$ 5 milhões

Faltando 15 dias para a Semana Santa, restaurantes da região da Ilha das Caieiras, em Vitória, se preparam para realizar o tradicional Festival da Torta Capixaba de forma totalmente on-line. A medida é uma forma de manter a tradição do festival que movimenta R$ 5 milhões com a venda dos pratos, já que todos os eventos em Vitória foram cancelados em virtude do avanço do coronavírus, com o objetivo de evitar aglomerações na capital.

Entre os dias 9 e 12 de abril, todos os pratos que iriam ser servidos no festival estarão disponíveis para entrega pelo aplicativo Shipp, em área especial no app. A iniciativa é uma parceria da CDTIV (Companhia de Desenvolvimento, Turismo e Inovação de Vitória) com a Associação de Pescadores, Marisqueiros e Desfiadeiras de Siri da Ilha das Caieiras, o Movimento Comunitário de Moradores da Ilha das Caieiras e a startup Shipp.

Para a vice-presidente da Associação de Pescadores, Marisqueiros e Desfiadeiras de Siri da Ilha das Caieiras, Simone Leal, a iniciativa trouxe esperança e alegria para as dezenas de famílias que dependem do evento. Além disso, toda a matéria-prima para confecção da torta já estava garantida para a data. O festival teria a participação de 31 expositores e nove restaurantes da Ilha das Caieiras.

“Ficamos muito felizes por poder contar com a parceria da prefeitura de Vitória, que não mediu esforços para viabilizar a realização do Festival da Torta Capixaba de forma on-line, garantindo, assim, a segurança de todos. Estamos muito confiantes e preparados para atender os milhares de capixabas que não abrem mão dos pratos tradicionais da Semana Santa”, conta.

O presidente do Movimento Comunitário da Ilha das Caieiras, Maycon Guimarães, destaca a possibilidade de movimentação da economia local no período de restrição social. “Será algo inovador para todos nós e não tenho dúvidas de que será um sucesso”, disse Guimarães.

> O que funciona no Espírito Santo diante da ameaça do coronavírus

O diretor-presidente da CDTIV, Leonardo Krohling, destaca que a parceria vai permitir a comercialização segura dos pratos tradicionais da Semana Santa dos capixabas e minimizar os impactos econômicos para expositores e restaurantes.  Será disponibilizada uma área especial no app Shipp – disponível para iPhone e Android -, com divulgação de todos os pratos dos expositores e restaurantes participantes do festival.

“A maioria dos capixabas tem a tradição de comer a torta capixaba na Semana Santa, sendo uma iguaria única no Brasil. Como a orientação é para as pessoas evitarem sair de casa, muitas terão dificuldade de encontrar os ingredientes para o preparo da torta. Desse modo, o aplicativo é uma alternativa para que o público possa conferir os pratos do Festival e escolher a melhor opção para degustar com a família”, orienta.

Torta Capixaba é tradição da Ilha das Caieiras Foto: Leonardo Silveira/PMV

Movimentação econômica

“O Festival da Torta Capixaba é um evento muito aguardado pelos capixabas e, principalmente, pelas famílias de pescadores e desfiadeiras da região, que trabalham o ano inteiro para garantir a realização do evento. A iniciativa é o principal gerador de renda para essas famílias e movimenta cerca de R$ 5 milhões com a venda dos pratos. Estamos acertando os últimos detalhes para que a comercialização dos produtos aconteça de forma segura e ágil”, afirma Krohling.

 


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

ES investiga se morte de paciente foi causada pelo coronavírus

Dia a dia

ES regulamenta doações para combate à covid-19

País

Veja como cada estado determina o isolamento

Dia a dia

Coronavírus: governo do ES distribui kits para municípios