Exame detecta novo coágulo e Bruno Covas permanece internado - ES360

Exame detecta novo coágulo e Bruno Covas permanece internado

O prefeito de São Paulo tinha a alta prevista para essa segunda-feira. A saída do hospital, no entanto foi adiada por tempo indeterminado

Um ecocardiograma realizado neste domingo, 3, mostrou um novo coágulo, no átrio direito, do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB). Com isso, Covas continuará internado no Hospital Sírio-Libanês para “adequação da anticoagulação”, segundo informou uma nota publicada pela equipe médica nesta segunda-feira, 4. Ainda não há, portanto, previsão de alta para o prefeito.

> Prefeito de São Paulo é diagnosticado com câncer no trato digestivo

“Um ecocardiograma realizado dia 3/11 no prefeito Bruno Covas mostrou novo coágulo, no átrio direito. Exames subsequentes, entre os quais uma angiotomografia arterial e venosa do tórax, demonstrou redução dos sinais de tromboembolismo pulmonar e o surgimento de um pequeno trombo junto ao cateter venoso central. Por isso, a equipe médica decidiu pela permanência hospitalar para adequação da anticoagulação”, diz a nota assinada pelo Dr. Fernando Ganem, diretor de Governança Clínica do sírio-libanês.

Na última sexta-feira, dia 1º, a equipe médica informou que Bruno Covas não apresentou reações depois da primeira sessão de quimioterapia que recebe para tratar do câncer no sistema digestivo. O prefeito continua exercendo o cargo e despachando do hospital.

Leia a nota na íntegra

“Um ecocardiograma realizado dia 3/11 no prefeito Bruno Covas mostrou novo coágulo, no átrio direito. Exames subsequentes, entre os quais uma angiotomografia arterial e venosa do tórax, demonstrou redução dos sinais de tromboembolismo pulmonar e o surgimento de um pequeno trombo junto ao cateter venoso central. Por isso, a equipe médica decidiu pela permanência hospitalar para adequação da anticoagulação.

O prefeito Bruno Covas está sendo acompanhado pelas equipes médicas coordenadas pelo Prof. Dr. David Uip, pelo Prof. Dr. Roberto Kalil Filho, Prof. Dr. Raul Cutait, Dr. Artur Katz, Dr. Tulio Eduardo Flesch Pfiffer, Dr. Cyrillo Cavalheiro Filho e Dr. Andre Enaime Vallentsits Estenssoro.”

Assina a nota o Dr. Fernando Ganem, diretor de Governança Clínica.

Estadão Conteúdo

Mais notícias
Dia a dia

Dicas para curtir o feriadão mesmo em dias chuvosos

Dia a dia

Mais de 400 pessoas deixam as casas após chuva no ES

Dia a dia

Fragmentos de óleo são encontrados em Jacaraípe

Dia a dia

Represa se rompe em Marechal Floriano