Ex-marido acusado de mandar matar médica pode ser expulso da Polícia Civil - ES360

Ex-marido acusado de mandar matar médica pode ser expulso da Polícia Civil

O Conselho da Corporação começa a julgar hoje o Procedimento Administrativo Disciplinar contra Hilário Frasson. Ainda cabe recurso

O Conselho da Polícia Civil julga nesta quarta-feira (25) o Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD) que vai decidir se o policial Hilário Frasson permanece ou não na Corporação. Hilário está preso, acusado se ser o mandante da morte da ex-mulher, a médica Milena Gottardi.

O julgamento não tem previsão de encerramento. Caso seja condenado, Hilário Frasson poderá perder o cargo na Polícia Civil. Em caso de condenação, a defesa tem até 15 dias para recorrer da decisão.

O policial cumpre prisão preventiva desde 20 novembro de 2017. Hilário Frasson encontra-se afastado de suas funções, mas até que o processo de julgamento seja finalizado, ele continua a receber o salário de investigador de Polícia Civil.

A médica Milena Gottardi foi assassinada no dia 14 de setembro de 2017, no estacionamento do Hospital das Clínicas, em Vitória, quando deixava um plantão.

Mais notícias
Teste

Teste do campo de Autoria

Bem-estar

"O ES pode colapsar junto", afirma secretário de Saúde

Dia a dia

Saiba como agendar a vacina contra covid no Espírito Santo

Esportes

Olimpíada deve receber número limitado de torcedores