Estado tem 6 mil processos de saúde à espera de decisão - ES360

Estado tem 6 mil processos de saúde à espera de decisão

Outros 9.519 mandados judiciais foram atendidos neste ano, um gasto de R$ 68,5 milhões, de janeiro a julho, segundo a Sesa

Entre pedidos de internação, fornecimento de medicamentos, realização de cirurgias e consultas, o estado tem, hoje, 6.303 mandados judiciais em tramitação na área da saúde, à espera de uma decisão. Outros 9.519 processos já foram atendidos neste ano, representando um gasto de R$ 68,5 milhões de janeiro e julho. Em visita a Vitória, ontem, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, falou da importância de se resolver o que chama de dilema “direito individual x direito coletivo”. Mandetta participou da abertura do 7º Congresso Brasileiro Médico e Jurídico.

MINISTRO DA SAÚDE HENRIQUE MANDETTA
O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, esteve em Vitória, nesta segunda-feira, onde participou da abertura do 7º Congresso Brasileiro Médico e Jurídico. Foto: Darko Stojanovic/Pixabay

“Vou dar um exemplo. Acabou de sair, há 60 dias, um medicamento para uma doença rara, que no Brasil tem 1,2 mil pacientes. Esse medicamento surgiu a US$ 2,8 milhões. É algo em torno de U$ 12 milhões. Multiplique por 1,2 mil pessoas. É algo em torno de R$ 14 bilhões. Se nós utilizarmos R$ 14 bilhões, não vai ter o recurso para atender as outras 211 milhões de pessoas que precisam do sistema de saúde”, afirmou Mandetta.

Ao mesmo tempo, o ministro ponderou que o direito de acionar a Justiça é garantido pela constituição. “Tem a judicialização pertinente. O paciente que não consegue uma cirurgia, está numa fila de exame que não sai. Nisso o judiciário presta um grande serviço, porque ele pressiona todos a caminharem”, disse.

> Para garantir tratamento de saúde, pacientes acionam Justiça

Em todo o ano passado, a Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) recebeu 12.338 ações e atendeu a 9.921. Os custos chegaram a R$ 138 milhões, pouco menos que no ano anterior, quando foram gastos R$ 164 milhões com a judicialização envolvendo a saúde.

Também presente no evento, ontem, o governador Renato Casagrande (PSB) afirmou que o custo é alto e que a solução é fornecer aos juízes informações técnicas para que sejam buscadas alternativas de menor custo, exemplifica. “Mas, por trás disso, tem um sistema que precisa funcionar. Se o sistema de saúde não funcionar, vamos ter muita dificuldade de reduzir a judicialização”, disse.

O ministro da Saúde também visitou, na tarde de ontem, as obras do Hospital Materno Infantil, na Serra. Sobre a situação do Hospital Infantil de Vitória, que funciona com equipes dos bombeiros no local 24 horas, disse acreditar que o estado dará conta de normalizar a situação e dar segurança a todos.

Mais notícias
País

Saúde anuncia que vai comprar 46 milhões de doses da vacina chinesa

Dia a dia

Criança de 4 anos morre em incêndio na Praia do Canto

Política

Flagrado com dinheiro na cueca, Chico Rodrigues pede afastamento do Senado

Política

‘Por trás desse broche existe um ser humano’, diz senador do dinheiro na cueca