Estado reverte novos leitos de UTI e ocupação cai para 66,44% - ES360

Estado reverte novos leitos de UTI e ocupação cai para 66,44%

Os dados estão no Painel Covid-19 e são mais um sinal de redução da pandemia no estado

UTI no Hospital Dório Silva, na Serra. Foto: Divulgação/Sesa
UTI no Hospital Dório Silva, na Serra. Foto: Divulgação/Sesa

 

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) reverteu mais 18 leitos de UTI exclusivos destinados à pacientes com o novo coronavírus para outras doenças. Atualmente o estado conta com 593 UTI’s, são 122 leitos a menos para a covid-19 quando se tem como referência a ampliação total de vagas nos hospitais. Mesmo com a redução, a taxa de ocupação de UTI’s está em 66,44% nesta segunda-feira (7). Dos dos 593 leitos existentes, 394 estão ocupados. Na última semana, o índice se manteve abaixo dos 70%. Os dados estão no Painel Covid-19 e são mais um sinal de redução da pandemia no estado.

Caso todos os leitos da ampliação ainda estivessem ainda disponíveis, a taxa de ocupação de UTIs seria de 55,10%, a menor desde 12 de maio, quando o estado tinha 408 leitos para a covid-19 e 269 pacientes internados. A Sesa informou que a reversão de leitos para outras doenças vai continuar enquanto a ocupação estiver em torno dos 70%.

Dos 377 leitos de UTIs disponíveis na região metropolitana, 268 estão em uso (71,09%). A região Central segue com o maior índice de ocupação do interior: 63,46% – estão com pacientes 33 dos 52 leitos disponibilizados. Já a região sul tem a menor taxa: dos 86 disponíveis, 47 estão em uso (54,65%). A região Norte tem 58,97% de UTIs ocupadas.

A ocupação de leitos de enfermaria destinados a pacientes com a covid-19 no Espírito Santo também está em queda e atingiu 55,92%. Atualmente são 490 leitos hospitalares, com 274 pacientes internados. Com a ampliação durante o surto do novo coronavírus, o Estado chegou a contar com 817 leitos de enfermaria. Caso essas vagas ainda estivessem disponíveis, a ocupação estaria em 33,54%. Se considerados os dados desde o início da pandemia, o dia 16 de junho foi o pico de ocupação das UTIs, quando atingiu 74,27%.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Covid: governo sugere a planos de saúde a compra de leitos particulares

Dia a dia

Justiça determina que Renova mantenha contrato com rede de pesquisa da Ufes

Dia a dia

Ifes: a chance de fazer o ensino médio de excelência em 2021

Dia a dia

Mapa de Risco continua com apenas uma cidade em risco moderado