Estado recebe mais 2,3 milhões de seringas para vacinação contra a covid-19 - ES360

Estado recebe mais 2,3 milhões de seringas para vacinação contra a covid-19

Com esse novo lote, o Estado já recebeu 3,8 milhões de unidades. Caminhão saiu do Paraguai e chegou na noite de sexta-feira (05)

Seringas para vacinar contra a covid chegam ao Espírito Santo. Foto: Governo do ES

Chegou ao Espírito Santo na noite desta sexta-feira (05), uma nova remessa de 2,3 milhões de seringas agulhadas que serão utilizadas para a imunização da população capixaba contra o novo coronavírus. O quantitativo faz parte de um total de 6 milhões de seringas adquiridas pelo governo estadual. Com esse novo lote, o Estado já recebeu 3,8 milhões de unidades.

O caminhão saiu carregado da cidade de Don Pedro Juan Cavalero, no Paraguai, na última quarta-feira (03), e chegou ao depósito na Grande Vitória – onde ficarão estocadas – na noite desta sexta-feira (05). A carga foi descarregada na manhã deste sábado (06) e serão distribuídas de forma gradativa para os municípios.

A previsão é de que próxima e última remessa com aproximadamente 2,2 milhões de unidades chegue na primeira quinzena de março para completar o total de 6 milhões de seringas adquiridas para a  vacinação contra a covid-19 no Espírito Santo.

Imunização

O Plano Nacional de Imunização contra a Covid-19 estabelece que a população idosa acima dos 75 anos não institucionalizada faz parte do grupo prioritário para esta primeira fase da Campanha, entretanto, devido ao quantitativo de doses adquiridas pelo governo federal e distribuídas aos Estados, foi necessário realizar o escalonamento por idades, priorizando inicialmente o público de 90 anos ou mais.

Em relação à execução da imunização, a ação é realizada pelos municípios, mas o Estado, por meio do Programa Estadual de Imunizações e Vigilância das Doenças Imunopreveníveis da Secretaria da Saúde (Sesa), tem trabalhado em parceria na coordenação das estratégias, com orientações e recomendações, como iniciar a imunização nos próprios serviços junto a ações extramuros, com vacinação domiciliar de idosos com dificuldade de locomoção ou acamados.

Além disso, o programa orienta que os municípios realizem estratégias também quanto à organização da demanda nos serviços de vacinação, com agendamento on-line ou telefônico, além de outras estratégias previstas no Plano Estadual de Operacionalização da Vacinação covid-19.

 


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
País

Governo fecha contrato para compra de vacinas da Pfizer

Dia a dia

Paciente transferido de Santa Catarina chega ao ES

Política

Casagrande é pré-candidato à presidência, diz PSB

Dia a dia

Maranata leva ensinamentos a pessoas com deficiência