Estado anuncia Centro de Treinamento para atletas com deficiência - ES360

Estado anuncia Centro de Treinamento para atletas com deficiência

Construção começa em 2020 e previsão é de que centro seja inaugurado em 2021. Diversas modalidades paralímpicas serão contempladas no local

O Espírito Santo vai contar com um Centro de Excelência para Pessoas com Deficiência. O espaço será utilizado para formação e treinamento de atletas de modalidades esportivas paralímpicas.

O Centro será construído na sede da Secretaria Estadual de Esportes e Lazer, no bairro de Bento Ferreira, em Vitória. No local, haverá uma arena multiuso, 100% acessível, que terá salas de fisioterapia, atendimento médico, treinamento físico, vestiários e um ginásio que será usado por paratletas.

A previsão é que o Centro de Excelência comece a ser construído no primeiro semestre de 2020 e seja concluído até meados de 2021. O espaço atenderá, em média, 1200 pessoas por mês e custará cerca de R$ 6 milhões.

No Centro de Treinamento, haverá espaço para goalbol, basquete, rugby, bocha, handebol e futsal para deficientes visuais. Segundo a vice-presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, Naíse Pedrosa, o espaço vai colocar o Espírito Santo em outro patamar nos esportes paralímpicos.

O secretário estadual de Esportes e Lazer, Junior Abreu, destacou que o espaço será importante para que o Espírito Santo se torne uma referência no país nos esportes paralímpicos.

Atletas paralímpicas do basquete de rodas capixaba.

Além do anúncio da construção do Centro de Excelência, realizado no Palácio Ancheita com a presença do governador Renato Casagrande, o evento também serviu para homenagear os atletas e técnicos capixabas que participaram das Paralimpíadas Escolares, considerada a maior competição do mundo para crianças e adolescentes com deficiência em idade escolar, realizada em São Paulo.

Durante o torneio deste ano, o Espírito Santo conquistou resultados recordes, aumentando o número de atletas na competição, além do número de medalhas, que saltou de 39, em 2018, para 68 medalhas, neste ano. Com o resultado, a delegação capixaba terminou na nona colocação geral, subindo três posições com relação ao desempenho do ano anterior.

Mais notícias
Dia a dia

Rota ilegal causa multa de mil caminhões em Vitória

Dia a dia

Obra na Praia do Canto começa na segunda-feira

Política

Deputado Erick Musso fala após ‘subir montanha’

Dia a dia

Crianças desenham o futuro em muros de Jardim da Penha