Espírito Santo vai reservar leitos para pacientes do Amazonas e Rondônia - ES360

Espírito Santo vai reservar leitos para pacientes do Amazonas e Rondônia

Os leitos que já estão sendo usados por pacientes desses estados serão destinados para envio de novos doentes das mesmas regiões após alta

Os leitos de UTI e enfermaria que estão sendo utilizados por pacientes transferidos do Amazonas e de Rondônia vão continuar a ser disponibilizados para doentes desses estados à medida que os internados forem recebendo alta. O Espírito Santo recebeu cerca de 50 pacientes dos dois estados.

O secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, explicou que o governador Renato Casagrande permitiu na semana passada que os leitos possam ser “girados”, ou seja, utilizados por mais pacientes desses estados. “Na medida que eles tiverem alta, os leitos serão disponibilizados para que Amazonas e Rondônia possam enviar novos pacientes. Todos estão sendo submetidos ao mesmo mecanismo de bloqueio sanitário para que a gente possa ajudar o governo federal e garantir que a população capixaba não seja atingida”, explicou o secretário.

Os pacientes vindos desses estados são tratados em uma área isolada do hospital e com profissionais que atendem exclusivamente essa ala. Eles também são testados constantemente para evitar a propagação do vírus.

O secretário frisa que os casos de pacientes com a variante P1 da covid no Espírito Santo estão restritas a pacientes vindo de Manaus que estão sendo tratados no Hospital Jayme Santos Neves com barreira sanitária, portanto ainda não foi confirmada a transmissão comunitária no estado. “No entanto, alerto: é possível que já tenha transmissão comunitária no nosso estado pela circulação de pessoas pelo país nos últimos meses de férias e Carnaval”, afirma.

Sequenciamento genético

Nos próximos quatro meses a Sesa vai contar com um aparelho de sequenciamento genético que vai poder realizar o sequenciamento não só da covid-19 mas também de outras doenças. Segundo o subsecretário de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin, o equipamento será instalado no Laboratório Central do Estado (Lacen). Com a novidade, o Espírito Santo vai poder se incorporar à rede genômica do país e poder avançar nos estudos envolvendo genética e genoma de vírus, bactérias, fungos, parasitas e do ser humano.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Começa vacinação de idosos acima de 80 anos. Veja datas

Dinheiro

Espírito Santo terá loteria estadual até julho

Dia a dia

Mais de 117 mil pessoas receberam 1ª dose da vacina no ES

Dia a dia

Saiba como funciona bafômetro que identifica álcool no ar