Escolas vão receber até R$ 14 mi para segurança na volta às aulas - ES360

Escolas vão receber até R$ 14 mi para segurança na volta às aulas

Só para escolas da rede estadual foram destinados R$ 12 milhões pela Sedu para segurança sanitária num eventual retorno às aulas. Prefeituras também estão se preparando

Escolas ainda não têm data de retorno. Foto: Sedu/Divulgação

Embora ainda não esteja definido o dia do retorno das atividades escolares, escolas estaduais e municipais da Grande Vitória receberam ao menos R$ 14 milhões para compra de equipamentos a fim de garantir a segurança sanitária durante a pandemia da covid-19. O decreto vigente da Secretaria de Educação (Sedu) mantém as aulas suspensas até o dia 31 de agosto.

Para as escolas da rede estadual foram repassados mais de R$ 12 milhões, para que se preparem para a volta das aulas presenciais. Segundo a Sedu, estão sendo adquiridos itens de prevenção e controle da transmissão do novo coronavírus. Entre os produtos adquiridos estão: álcool em gel, dispenser, sinalização visual e máscaras, por exemplo.

O recurso foi repassado aos conselhos de escola, por meio da conta do Programa Estadual de Gestão Financeira Escolar (Progefe). A Portaria Nº 078 foi publicada no Diário Oficial do dia 15 de julho.

Cariacica informou que a previsão é investir R$ 2 milhões na aquisição de equipamentos de proteção individual e demais materiais para as escolas.  A compra ainda não foi licitada. “Quando as aulas retornarem, a Secretaria de Educação informa que as escolas estarão equipadas com materiais obrigatórios de segurança, como máscaras para todos os estudantes (quatro para cada aluno); protetor facial, máscaras e jalecos para os professores; tapetes sanitizantes na entrada de todas as escolas; e dispenser de álcool gel nos locais de grande circulação”, detalhou.

A Serra não informou o montante destinado, mas disse que equipamentos de proteção individual foram comprados, como como máscaras para os profissionais e estudantes; álcool em gel, totem display, papel toalha; e outros. A Secretaria de Educação já elaborou um protocolo de volta às aulas e, agora, está discutindo, juntamente com a Secretaria Municipal de Saúde, o protocolo divulgado pelo governo do Estado, para se adequar a essas orientações.

“Todas as alternativas estão sendo estudadas, para garantir mais segurança no retorno dos alunos, como o rodízio de estudantes, uso obrigatório de máscaras, distanciamento de 1,5 metro dentro da sala de aula e 2 metros no refeitório”, informou a prefeitura.

Em Vitória, o valor gasto para adequar as instalações escolares também não foi informado, porque as aquisições ainda estão em andamento, segundo a secretaria de Educação. A secretária Adriana Sperandio um grupo de trabalho está produzindo os protocolos operacionais e tomando as providências que envolvem a biossegurança, adquirindo equipamentos como dispenser de álcool gel, tapete sanitizante, termômetro digital, máscaras e outros. “Os professores estão passando por capacitação e assim que o protocolo sanitário estiver concluído será feito um treinamento sob o ponto de vista sanitário para educação e demais profissionais que atuam que envolve alimentos e higienização dos espaços escolares”, complementou.

Vila Velha afirma que não é seguro voltar em setembro

A Prefeitura de Vila Velha, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), informou não há condição de retorno às aulas presenciais nas unidades de ensino do município em setembro. O cálculo para aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) ainda é feito pela Semed, pois o cenário referente à pandemia não está definido. Haverá, sim, a compra de itens para todas as Unidades de Ensino, a partir do momento em que houver uma definição por parte das autoridades de Saúde.

“Neste momento tem como principal objetivo a preservação da saúde de alunos, profissionais da área e dos respectivos familiares dos estudantes da Rede de Ensino”, frisou.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Cult

Teatro Carlos Gomes tem visita técnica para elaborar projeto de restauro

Dia a dia

Só 12% dos cursos superiores do ES recebem nota máxima no Enade

País

Governo federal vai comprar 46 milhões de doses da vacina chinesa

Dia a dia

Instituto emite alerta de chuva intensa para o Espírito Santo