Entidades do estado e partido criticam discurso de deputado - ES360

Entidades do estado e partido criticam discurso de deputado

O deputado Capitão Assumção (PSL) ofereceu recompensa pela morte dos responsáveis pelo assassinato de uma jovem

Entidades do estado e o próprio partido do deputado Capitão Assumção, o PSL, criticaram seu discurso, em que oferece recompensa pela morte dos responsáveis pelo assassinato de uma jovem em Cariacica.

O presidente do PSL no Espírito Santo, Carlos Manato, disse não concordar com a atitude do parlamentar. Mesmo assim, afirmou que o partido não vai punir o deputado. “Não tenho dúvidas que foi tomado pela comoção. Todos nós sabemos que bandido bom é bandido preso, mais do que isso, não concordamos. Acreditamos que a fala foi um pouco exagerada”, disse Manato.

A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Espírito Santo) considera um grave retrocesso a posição do deputado, segundo a diretora de Direitos Humanos Flávia Brandão. “De um representante do Poder Legislativo espera-se mais responsabilidade, e não o incentivo à barbárie.”

O MPES (Ministério Público do Espírito Santo) informou que acompanha o caso e analisa o teor das declarações do parlamentar para futura manifestação.

Já a Sesp (Secretaria de Estado da Segurança Pública) disse que morte da mulher está sob investigação. “A Sesp defende o trabalho policial sob o ponto de vista técnico e embasado pela legislação. Os agentes policiais militares e civis do Espírito Santo são treinados para atingir os objetivos de redução de criminalidade e a Secretaria ressalta que espera apresentar, o quanto antes, a prisão dos autores desse crime bárbaro e covarde”, disse, por nota.

Mais notícias
Eleições 2020

Com suspeita de covid, Gandini suspende agenda de campanha em Vitória

Eleições 2020

Após denúncias de disparos em massa, 256 contas são banidas do WhatsApp

País

DOU extra traz revogação de decreto sobre PPI na saúde pública

Dia a dia

Covid-19: Espírito Santo tem 9 mortes e 788 casos em 24 horas