Em Vitória, Maia critica postagens de Bolsonaro - ES360

Em Vitória, Maia critica postagens de Bolsonaro

Para presidente da Câmara, atitudes atrapalham a imagem do país e geram insegurança em investidores

Maia diz que Câmara aguarda receber novas propostas de reforma. Foto: Chico Guedes
Maia diz que Câmara aguarda receber novas propostas de reforma. Foto: Chico Guedes

Em visita a Vitória para participar de um evento, ontem, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou a publicação de postagens do governo nas redes sociais, como o vídeo em que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) é comparado a um leão cercado por hienas. “Estes posts de vídeos atrapalham a imagem do Brasil (para outros países). Geram uma insegurança naqueles que querem investir a longo prazo no Brasil. Atrapalha muito o país e atrapalha muito o governo. Acho que o governo, quando comete o erro – e o próprio presidente assumiu que é um erro – , prejudica a própria qualidade do seu governo e a confiança dos atores econômicos e políticos”.

Maia, porém, se recusou a comentar as declarações do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que sugeriu um novo “AI-5” caso “a esquerda do Brasil radicalizar”. O presidente da Câmara limitou-se a dizer que havia emitido uma nota a respeito do assunto e que ela era “autoexplicativa”.

Na nota, Maia chama de “repugnantes” as manifestações do filho do presidente e diz que “a apologia reiterada a instrumentos da ditadura e é passível de punição”.

A respeito das reformas em discussão no Congresso, Maia afirmou que a PEC paralela, que prevê a inclusão de estados e municípios na reforma da Previdência, deve ter apoio da Câmara.

“Acredito que se ela vier restrita a estados e municípios da forma como está proposta, passando pelas assembleias (estaduais), acho que vai ter apoio pela Câmara. Mas para que tenha apoio, precisa sair do Senado com mais votos que o texto principal foi aprovado. Precisa ter mais de 60 votos, e precisa ter os votos dos senadores de esquerda para que haja uma sinalização de que, na Câmara, os deputados dos partidos de esquerda ligados aos governadores do Nordeste também vão apoiar e votar a favor”, disse.

A Câmara aguarda receber do governo, nas próximas semanas, a proposta de reforma administrativa que, ao lado da tributária, serão prioridade até o final do ano.

“A reforma que destrava a economia e faz o Brasil ter condição de crescer de forma sustentável é a tributária. Por isso, nós vamos trabalhar as duas em conjunto. Esperamos que a tributária (seja trabalhada) numa comissão mista do Senado, e a administrativa, quando chegar, na Câmara”, explicou.

Mais notícias
Dia a dia

Passado o ENEM, a vida de quem deseja e precisa escrever continua…

Dia a dia

Óleo pode chegar às praias da Grande Vitória

Dia a dia

Fim de semana deve ser de muita chuva no estado

Dia a dia

Chuvas fortes: Defesa Civil de Cariacica está em alerta