Eleições 2020: Vitória terá disputa aberta pelo poder - ES360

Eleições 2020: Vitória terá disputa aberta pelo poder

Com mais de 10 nomes como pré-candidatos a prefeito, eleição na capital promete ser imprevisível: quem conseguir 25% dos votos já pode garantir vaga no 2º turno

Depois de oito anos de administração do prefeito Luciano Rezende (Cidadania), a disputa pela sucessão no Executivo da capital capixaba promete ser movimentada, com muitos nomes já lançados como pré-candidatos na eleição de 2020, que está marcado para novembro por conta da pandemia da covid-19. E com mais de 10 nomes na lista, quem conseguir de 25% a 30% dos votos já garante vaga no segundo turno.

Um dos principais campos dessa disputa será pela defesa dos legados das administrações, pois além do candidato apadrinhado pelo prefeito Luciano Rezende, o deputado estadual Fabrício Gandini (Cidadania), também devem concorrer os ex-prefeitos Luiz Paulo Velloso Lucas (PSDB) e João Coser (PT).

“Os prefeitos anteriores, Luiz Paulo Velloso Lucas e João Coser foram reeleitos, mas não conseguiram fazer sucessores. Agora, Luciano tem a chance de eleger o sucessor que vai defender o legado da sua administração, que é o deputado estadual Fabrício Gandini”, detalha o consultor de Marketing Político Darlan Campos. Mas na lista da disputa estão os próprios ex-prefeitos Luiz Paulo e Coser, que contam com a lembrança  de suas administrações para tentar conquistar os votos dos eleitores. “Luiz Paulo tem um desafio: a disputa interna do PSDB para ver quem vai ser o candidato, pois a vereadora Neusinha também está se colocando como pré-candidata. Já João Coser vem numa estratégia nacional do PT de ter candidaturas em todas as capitais. O principal objetivo – mais importante que vencer – é marcar posição de enfrentamento ao governo federal”, explica.

Existem ainda outros desafiadores que vão ter um papel importante na eleição de 2020 em Vitória, na avaliação de Campos. Um deles é o vereador Mazinho dos Anjos, do PSD, que tem eleitorado mais liberal e dialoga com público mais escolarizado da capital. Outra pré-candidatura importante, que vem defender o posicionamento da Rede Sustentabilidade, é a do vereador Roberto Martins, que tem candidatura ligada a  movimentos culturais e da educação. Ele destacou ainda a candidatura do Novo, partido que cresceu em 2018 e vem com o coronel Nylton Rodrigues como nome para prefeitura.

“Numa disputa com muito candidatos, um que não era tido como favorito pode chegar ao segundo turno, porque com 25% dos votos já vai para a última disputa”, avaliou.

Segundo Campos, na marcação da oposição há a candidatura do deputado estadual Capitão Assumção (Patriotas), para atrair eleitores fiéis do bolsonarismo. Na mesma vertente tem o também deputado estadual Lorenzo Pazolini (Republicanos), que dialoga com público mais conservador e também tem chance de agradar ao eleitor da classe D e E.

“Com muitos candidatos a prefeito fica menor o número de votos necessários para chegar ao segundo turno. Dessa forma, abre-se o jogo para alguns que não teriam chance pegar um tema, um eleitorado e crescer. Teremos uma eleição totalmente aberta, sem favoritismo”, conclui o consultor de marketing político.

A definição final dos nomes acontecerá nas convenções dos partidos, marcadas para a primeira quinzena de setembro. O registro das candidaturas tem de ser feito no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-ES) até o dia 26 de setembro.

Confira os nomes dos pré-candidatos a prefeitura de Vitória

Capitão Assumção (Patriota), deputado estadual

Cleber Felix (DEM), presidente da Câmara de Vitória

Coronel Nylton (Novo), foi secretário de Segurança Pública

Delegado Lorenzo Pazolini (Republicanos), deputado estadual

Fabrício Gandini (Cidadania), deputado estadual

Gilberto Campos (PSOL), xxxx

Halpher Luiggi (PL), engenheiro da ANTT, já foi diretor do Dnit

João Coser (PT), ex-prefeito de Vitória

Luiz Paulo Vellozo Lucas/Neusinha (PSDB), ex-prefeito de Vitória

Mazinho dos Anjos (PSD), vereador

Namy Chequer (PCdoB), ex-vereador

Roberto Martins (Rede), vereados

Sérgio Sá (PSB), vice-prefeito de Vitória


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
País

Saúde anuncia que vai comprar 46 milhões de doses da vacina chinesa

Política

‘Por trás desse broche existe um ser humano’, diz senador do dinheiro na cueca

Política

Flagrado com dinheiro na cueca, Chico Rodrigues pede afastamento do Senado

Dia a dia

Criança de 4 anos morre em incêndio na Praia do Canto