Dez dicas para você ser aprovado em um concurso - ES360

Dez dicas para você ser aprovado em um concurso

Entre as principais orientações, estão ler o edital com atenção, planejar uma rotina de estudos e tirar pelo menos um dia de descanso durante a semana

Estabilidade no trabalho, melhor remuneração e crescimento dentro da empresa costumam ser desejos de qualquer profissional. Um caminho para alcançar esse objetivo são os concursos públicos, mas é preciso um esforço redobrado para ser aprovado nas provas, devido à grande quantidade de concorrentes.

Entre as novas práticas que um concurseiro deve adotar, as principais são planejar uma rotina de estudos que também tenha momentos de descanso e lazer. Outra dica é tentar conhecer a si mesmo. Como muitos cursinhos preparatórios estão fechados por causa da pandemia da covid-19, organizar os materiais que servirão como base e procurar bem onde se informar, seja em materiais on-line ou videoaulas, pode ser outro diferencial na hora da seleção.

Vale ressaltar que observar o edital de convocação também é muito importante, sobretudo porque muitos candidatos não possuem esse hábito. Mas muitos especialistas no assunto afirmam que é bom verificar as possibilidades de ser chamado, se há cadastro de reserva para algum cargo, as funções e o que será cobrado do empregado especificamente.

Confira dez dicas para você se dar bem em um concurso público:

Escolha a área que deseja focar

Cada concurso exige um conhecimento específico, então não tem como ser assertivo em todas elas. Se você tem mais afinidade com a área da saúde, por exemplo, não adianta sair fazendo inscrições em processos seletivos de Direito. E para quem não sabe qual área mais gosta, uma opção é avaliar as disciplinas mais agradáveis de estudar, e começar daí. Você pode prestar vários concursos e deve, mas identifique uma área afim e foque nela.

Antecipe-se ao edital

Não espere o edital ser publicado para começar a estudar, porque o tempo entre a publicação do regulamento e a prova é curto (em torno de dois meses) e muitas matérias precisam ser vistas. Procure editais antigos da instituição em que você pleiteia a vaga, adiante os documentos necessários, procure listar as disciplinas que são recorrentes para planejar os estudos e reveja seus direitos e deveres no processo seletivo

Leia o edital com atenção

Assim que o edital é divulgado, poucos concurseiros costumam fazer uma leitura mais minuciosa, estudando cada ponto do regulamento e marcando na agenda as datas mais importantes do processo seletivo. Muitos especialistas no assunto afirmam que é bom verificar as possibilidades de ser chamado, se há cadastro de reserva para algum cargo, as funções e o que será cobrado do empregado especificamente.

Prepare um material de estudo

Por causa da pandemia da covid-19, muitos cursos preparatórios não estão mais oferecendo a modalidade presencial. É preciso, então, que o candidato procure por cursos on-line e textos na internet com dicas de bons materiais de consulta. No geral, os livros específicos para concurso são mais indicados do que os de faculdade, porque abordam a matéria de forma objetiva e de acordo com o que vem sendo cobrado. Observe se há exercícios didáticos sobre os tópicos abordados, pois são muito úteis durante o estudo.

Organize-se

Faça planilhas com todo o horário que você tem disponível durante a semana para estudar. Distribua as matérias em um dia sim e um dia não, o que torna a leitura e absorção do conteúdo menos exaustiva. Comece pelas matérias básicas da área que você escolheu e não deixe nenhuma passar. Se for preciso conciliar os estudos com o trabalho, uma dica é fazer um “intensivão” a cada duas semanas, com tudo o que foi aprendido nos últimos dias. Assim, poderá participar de vários concursos, em vez de se preparar para somente um, e terá um patamar de conhecimento que facilitará a compreensão de outras matérias que virão depois.

Não tente estudar pesado logo de cara

Para se acostumar com essa nova rotina, comece estudando a partir de pequenas cargas horárias e depois vá aumentando gradativamente. A longo prazo, seu cérebro vai assimilar com maior facilidade a quantidade de assuntos que estiver estudando. É preciso aprender, não memorizar.

Faça revisões e resoluções de questões

Entender como são as provas é uma etapa fundamental para quem ainda está começando. Por isso, separe horas da sua rotina de estudos para resolver questões de outros concursos, e, se for possível, tente conhecer a banca organizadora responsável pela organização do processo seletivo. Tudo isso te dará um direcionamento de como o assunto pode ser abordado em sua prova.

Ajuste o seu método

Caso algumas coisas estejam dando errado na rotina de estudos, não é nenhum pecado fazer ajustes. Mude o cronograma e alguns hábitos para o que for melhor. E em caso de reprovações, melhor que se lamentar, o candidato deve examinar onde errou e o que faltou para atingir o objetivo naquele concurso. É importante participar de outro processo seletivo com as antigas falhas corrigidas.

Tire pelo menos um dia de descanso

Ter um momento de distração durante a semana é fundamental para manter a mente saudável e suportar os meses de estudo e dedicação. Pegue um sábado ou domingo e tente fazer atividades que sejam prazerosas para você, como praticar algum esporte, ir à academia, aos cinemas drive-thru ou até mesmo jogar conversa fora com os amigos pelas redes sociais.

Não desanime

Talvez você encontre com pessoas pelo caminho que te desencorajem a prestar o concurso. Ignore quando lhe chamarem para sair bem naquele dia que o estudo está rendendo e mantenha o foco. Afinal, o resultado valerá a pena. Uma boa válvula de escape é criar motivação estudando em grupo, assistindo vídeos motivacionais com histórias e sucesso em concurso e fazendo planos.


Comentários:


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Chuva danifica pontes e isola comunidades no sul do estado

Cult

Ator escocês Sean Connery morre aos 90 anos

Dia a dia

Espírito Santo reduziu em 45% os leitos de UTI para covid-19

Dinheiro

Dívida vai a 100% do PIB, admite Tesouro