Descobertas com a bike, um passeio por Castelo - ES360

Descobertas com a bike, um passeio por Castelo

A cabeceira da Cachoeira da Prata visual deslumbrante. Foto: Arquivo pessoal
A cabeceira da Cachoeira da Prata visual deslumbrante. Foto: Arquivo pessoal

Bem-vindos à mais nova coluna do ES360! Eu sou Sue Abreu, capixaba, entusiasta do ciclismo, influenciadora digital e adepta do estilo de vida saudável. A partir de hoje teremos este espaço, onde vou dividir com vocês minhas aventuras com o cicloturismo, dicas e um pouco do meu lifestyle.

Há alguns dias fizemos um trajeto lindo e montanhoso, de aproximadamente 52 quilômetros, com 1.400m de ganho de elevação, no município de Castelo. Sugado para alguns e nem tanto para outros, mas as belezas naturais e a vibe dos amigos sempre compensam para todos. Castelo, além de ser a capital nacional dos esportes radicais, também é uma região muito atrativa para nós, ciclistas amadores, pois além das montanhas e monumentos rochosos, possui lindos vales, que podem proporcionar cenários exuberantes de acordo com as estações do ano e a posição do sol.

Fazenda do Centro quase 200 anos de história. Foto: Arquivo pessoal
Fazenda do Centro quase 200 anos de história. Foto: Arquivo pessoal

A cabeceira da Cachoeira da Prata, em São Cristóvão, foi nosso principal objetivo para esse passeio. Em nosso caminho, paramos também para conhecer um dos patrimônios culturais do nosso estado e marco histórico da colonização de Castelo: o Casarão da Fazenda do Centro, que traz em seus quase 200 anos um pouco da história da escravidão no Brasil e a origem do município de Castelo. Foi restaurado, após muitos anos ser praticamente abandonado. Atualmente é aberto à visitação.

Um movimento contagiante

Praticar o ciclismo também me proporcionou um olhar mais atento aos detalhes e a valorização da natureza. É incrível explorar as regiões e seus diferentes climas, conhecendo e vivenciando um pouco mais suas histórias e suas belezas.

São momentos que proporcionam uma inexplicável energia, uma “good vibe”, como costumo dizer: subir montanhas, encontrar o infinito do horizonte após muito esforço físico e psicológico, se superar, respirar ar puro, observar a beleza de uma flor, tomar banho em lindas cachoeiras, conhecer novos lugares e pessoas com a mesma sintonia.

Esse movimento é contagiante e transformador. É lazer, superação, liberdade. É o meu estilo de vida e de outros vários colegas. E poderá ser o seu também. Vamos juntos (re)descobrir esse movimento?

Suely Abreu é capixaba, esportista, apaixonada por cicloturismo, adepta do estilo de vida saudável, digital influencer e colunista do Metro Jornal.

Os artigos publicados pelos colunistas são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam as ideias ou opiniões do ES360.

Mais Colunas