Defeso do caranguejo-uçá começa nesta sexta-feira (29) - ES360

Defeso do caranguejo-uçá começa nesta sexta-feira (29)

No período está proibida a sua captura, a manutenção em cativeiro, o transporte, o beneficiamento, a industrialização, o armazenamento e a comercialização

Proibida a captura e comercialização do caranguejo-uçá até 30 de novembro. Foto: Felix Falcão
Proibida a captura e comercialização do caranguejo-uçá. Foto: Felix Falcão

 

O segundo período de defeso do caranguejo-uçá começa na próxima quinta-feira (28) e vai até o dia 3 de fevereiro. Sendo assim, está proibida a sua captura, a manutenção em cativeiro, o transporte, o beneficiamento, a industrialização, o armazenamento e a comercialização.

Também está proibida a comercialização das partes isoladas (quelas, pinças, garras ou desfiado), durante os dias de “andada”. De acordo com o calendário estabelecido pela Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama), há quatro períodos de defeso e o encerramento se dá no mês de abril.

A “andada” é o período reprodutivo em que os caranguejos machos e fêmeas saem de suas tocas e andam pelo manguezal para acasalamento e liberação de ovos. A terceira andada será de 28 de fevereiro a 5 de março, e a quarta, de 29 de março ao dia 3 de abril.

A fiscalização se dá em cada município, mediante constatação técnica pelo órgão municipal responsável pela gestão ambiental. No município não produtor do caranguejo-uçá, deverá ser respeitado o calendário de andada na região de origem do produto, acompanhado de guia ou documento oficial para transporte e comercialização. Os infratores às regras estão sujeitos às penalidades e às sanções previstas na Lei Federal nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

ES vai comprar 250 mil testes de antígeno para covid

Dia a dia

Covid-19: ES tem 26 mortes e 1.183 casos em 24 horas

País

Com UTIs lotadas, estados ampliam restrições

Dia a dia

Com ações inclusivas, Maranata leva ensinamentos a pessoas com deficiência