Criança de 4 anos morre em incêndio na Praia do Canto - ES360

Criança de 4 anos morre em incêndio na Praia do Canto

O menino, que não teve a identidade divulgada, chegou a ser socorrido, recebeu atendimento médico no local, mas não resistiu

O incêndio no edifício Pintor Fanzeres, na Praia do Canto, em Vitória, deixou uma criança de quatro anos morta. Foto: Vinicius Arruda/ES360
Edifício Pintor Fanzeres, na Praia do Canto, em Vitória. Foto: Vinicius Arruda/ES360

 

Uma criança de quatro anos morreu na noite desta segunda-feira (19), após um incêndio no apartamento onde morava no terceiro andar de um prédio localizado na avenida Rio Branco, na Praia do Canto, em Vitória. O menino, que não teve a identidade divulgada, chegou a ser socorrido, recebeu atendimento médico no local, mas não resistiu. As causas do incêndio ainda estão sendo apuradas.

> Bombeiros coletam equipamentos elétricos de apartamento após incêndio

Segundo o major Fábio Maurício Rodrigues Pereira, chefe de Comunicação Social do Corpo de Bombeiros, o incêndio começou por volta das 20h05. Uma viatura de Vila Velha foi quem respondeu a ocorrência após 21 minutos, porque a viatura de Vitória atendia outro chamado no momento do incêndio.

“Havia muito fogo, fumaça e pouco ar respirável dentro do pavimento. Entramos no apartamento no meio dessa fumaça, localizamos as chamas e iniciamos o combate direto”, disse o militar.

Ainda de acordo com o major, três pessoas estavam presas dentro do apartamento. A mãe e a avó, foram as primeiras a serem resgatadas. Já a criança estava presa em um cômodo da casa bloqueado pelas chamas.

“Após controlar o fogo, uma segunda equipe iniciou as buscas dentro do imóvel. Apesar do calor, já ventilava. Um bombeiro então localizou a criança ainda viva. Imediatamente ele começou uma massagem cardíaca. O menino, no entanto, havia inalado muita fumaça. o Samu, que já aguardava do lado de fora do imóvel, trabalhou por horas tentando reanimar a criança. Porém, ela não resistiu”, relatou o major Maurício.

Por uma questão de segurança, o prédio foi totalmente interditado pela Defesa Civil de Vitória. O órgão só autorizou o retorno dos moradores na manhã desta terça-feira, após a conclusão da perícia indicar que não havia riscos estruturais.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Confira novas regras para cidades em risco moderado

Dia a dia

“Vamos cumprir o decreto, mas discordamos da decisão”, diz presidente do Sinepe sobre fechamento de escolas

Cult

“O Gambito da Rainha” se torna uma das séries mais vistas da Netflix

Eleições 2020

Serra: Pesquisa aponta Vidigal com 56% e Fábio tem 32%