Covid: média de casos por dia no ES já é superior a julho - ES360

Covid: média de casos por dia no ES já é superior a julho

No caso dos óbitos, a média de 14 dias em julho era de 36 por dia e atualmente o estado está com o registro médio de 23

Em pronunciamento na tarde desta sexta-feira (18), o governador Renato Casagrande alertou para o crescimento da pandemia no Espírito Santo, principalmente no interior do estado. De acordo com o governador, a média de casos por dia já é superior a julho, auge da primeira fase da pandemia. Ele não detalhou os números. Em relação ao número de mortes, Casagrande também apontou para o crescimento e comparou com média móvel do auge da pandemia. A média de 14 dias em julho era de 36 e atualmente o estado está em 23, enquanto na semana passada o índice era 20.

“Infelizmente a doença está crescendo no interior e na região metropolitana. Estamos num período difícil de controlar a pandemia. Se tivermos um comportamento normal, como nos anos anteriores, vamos ter muita tristeza nesse período. Precisamos manter o distanciamento e a aplicação do protocolo de uso de máscara e higiene das mãos. O verão é uma estação alegre e se não tivermos empatia vamos ter muita tristeza, pois muitas pessoas poderão ser internadas e perder a vida”, pediu o governador.

Média de casos por semana da covid no Espírito Santo. Foto: Reprodução

De acordo com o painel covid-19, o estado começou a registrar mais casos do que em julho a partir do dia 15 de novembro, com 9.721 casos em uma semana, enquanto o pico anterior tinha sido 8.959 positivos de 28 de junho a 04 de julho. Mas o maior número de casos foi registrado na semana de 22 a 28 de novembro: 12.041 testes positivos. Nas semanas seguintes o número foi caindo e, nesta semana, no painel, estão registrados 3.606 casos de domingo até esta sexta-feira (18).

Casagrande destacou ainda que nesta sexta-feira 517 leitos de UTI da rede pública estão ocupados, o que representa 83% dos 623 disponíveis. Em relação aos leitos potenciais, a ocupação é de 72%. “Há tendência de pressão sobre o sistema de saúde e também hospitais particulares. Estamos abrindo mais leito, contratando profissionais, mas o ponto que limita é a ausência do profissional de saúde”, afirmou.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Pazuello: Brasil será o 2º país com mais vacinados no Ocidente

Mundo

China começa a testar 2 milhões em Pequim

Dia a dia

Planalto faz investida contra pressão por impeachment

Dia a dia

Vitória entra em risco baixo para a transmissão da covid-19