Covid-19: Moderna prevê produzir 600 mi de vacinas em 2021, podendo chegar a 1 bi - ES360

Covid-19: Moderna prevê produzir 600 mi de vacinas em 2021, podendo chegar a 1 bi

A empresa projeta 100 milhões de doses de imunizante contra o novo coronavírus estejam disponíveis nos EUA até o fim do primeiro trimestre

A Moderna divulgou comunicado nesta segunda-feira, 4, no qual atualiza projeções para a fabricação da vacina contra a covid-19 neste ano. A empresa norte-americana diz que seu cenário básico é produzir 600 milhões de vacinas para o ano atual – anteriormente, estimava 500 milhões. Ao mesmo tempo, a Moderna diz que continuará a investir e a contratar pessoal, a fim de construir um capacidade para “potencialmente 1 bilhão de doses para 2021”.

A empresa projeta que cerca de 100 milhões de doses de seu imunizante contra o novo coronavírus estejam disponíveis nos EUA até o fim do primeiro trimestre deste ano, com 200 milhões de doses disponíveis, no total, até o fim do segundo trimestre. Ela diz já ter fornecido aproximadamente 18 milhões de doses da vacina ao governo norte-americano até agora. O imunizante já recebeu a autorização para uso emergencial do órgão regulador, o Food and Drug Administration (FDA), em 18 de dezembro. Doses adicionais também foram enviadas ao Canadá, lembra a empresa.

Com uso de tecnologia que envolve o RNA mensageiro do vírus, como a da Pfizer, a vacina da Moderna teve eficácia superior a 90% nos ensaios clínicos. Após a divulgação do comunicado, a ação da empresa subia 2,66% no pré-mercado em Nova York, pouco antes das 11h30 (de Brasília).

Estadão Conteúdo/em>


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Espírito Santo registra 13 mortes e 995 casos de covid-19 neste domingo

Dia a dia

Espírito Santo vai receber 100 mil doses das vacinas aprovadas pela Anvisa

Dia a dia

Em recado a Doria, Pazuello diz que não começa a vacinar com ‘jogada de marketing’

Dia a dia

Enfermeira Mônica Calazans de São Paulo é a 1ª vacinada contra covid-19 no Brasil