Coronavírus e a síndrome da oportunidade perdida - ES360

Coronavírus e a síndrome da oportunidade perdida

  • Por Evandro Lyrio Rosindo

Com a instabilidade do cenário econômico causada pelo coronavírus (COVID-19) e pelas brigas de preço do petróleo, tenho observado as pessoas mais interessadas na economia global com o intuito de ganhar dinheiro rápido ou, como muitos gostam de falar, dinheiro fácil. Acredito que qualquer retorno está associado a um risco proporcional, então não vejo problema nenhum em arriscar, mas acho tolice intitular um retorno expressivo como fácil ou de baixo risco.

Admiro muito o escritor e matemático Nassim Taleb, que aborda um conceito em “A lógica do cisne negro”, um de seus polêmicos livros. O cisne negro é um fenômeno de grande transformação ou risco que não está no radar das pessoas, mas que pode influenciar drasticamente o mundo, e, depois de ocorrido, tenta-se explicar o que aconteceu. É tão mais fácil explicar o fato depois de sua consumação que, se dependesse disso, todos estariam ricos. Não precisa ser um gênio para avaliar qual é o cisne negro do momento, pois ele já ocorreu.

Quando você obtiver lucros expressivos em qualquer coisa que seja, saiba que o risco de prejuízo é proporcional – mesmo que ele pareça não existir, ele estará presente. Muitos especuladores de mercado estão comprando papéis nas bolsas com o intuito de lucrar no curto prazo. Um bom exemplo de ação é a Petrobras (PETR3), cujo papel perdeu muito de seu valor em poucos dias e está sendo visto como uma “oportunidade de Trade”. Pessoas estão arrependidas por não terem comprado o papel ou vendido a ação no momento certo com a intenção de obter ganhos “fáceis”. Se você não vive do mercado financeiro, aconselho parar de prever o que nem mesmo os especialistas conseguem.

Não tem problema nenhum em querer brincar de especular e lucrar no mercado financeiro, mas, quando essa não é sua atividade principal, o tempo gasto em tal atividade acaba atrapalhando a obtenção do que realmente importa. O fato é que um lucro de 100% em uma ação não irá deixar a maioria das pessoas ricas da noite para o dia. Seja porque elas não arriscaram o suficiente, seja porque não tinham o suficiente investido. Sendo assim, muitos tentarão repetir essa “façanha” de obter esses ganhos ilógicos, o que gerará mais tempo gasto e, provavelmente, menos dinheiro no bolso.

Se você trabalha com investimentos e essa é sua fonte de renda principal, estude o máximo que puder, leia os principais livros, troque experiência com os melhores, esteja perto dos melhores e, como Mario Cortella disse em uma de suas palestras, “seja o melhor que puder nas condições que tem até ter condições melhores para fazer melhor ainda”. Se esse não é o caso, estude o suficiente para entender o básico e foque no longo prazo e esqueça suas ações, pois, em 20 anos, o coronavírus vai representar muito pouco sobre os seus papéis. Existe um canal no YouTube chamado Bastter (bastter.com) de que gosto muito e que você pode começar e parar por lá mesmo. Qualquer informação, além disso, só vai confundir sua cabeça, e você ficará sem foco.

Se você perder todo o dinheiro que tem hoje, a única coisa que te reerguerá é o quanto você gera por mês ou a sua geração de caixa mensal. Comece a se preocupar com isso dentro da sua atividade. Estude, melhore e gere mais valor no que você ganha dinheiro hoje ou no que você pretende ganhar dinheiro amanhã. Empreenda, monte um canal para falar de algo que goste, escolha uma área para gerar valor para as pessoas, pois isso será transformador para você. Como Albert Einstein disse, “Não tente ser uma pessoa de sucesso. Tente ser uma pessoa de valor”. Pare um pouco de pensar no seu propósito e pense no que você faz de melhor e se isso é rentável. Lembre-se, tudo é comercializável, mas não há apenas uma única forma de venda. Pense em algo que gere resultado e execute.

Falando em execução, escolha onde quer chegar ou o que você quer (metas) e elabore um plano de ação para atingir seu objetivo. Não precisa escrever uma bíblia de ações para concluir suas metas, comece com uma única ação. Faça, e se não der certo, tente outra ação. Foque nos processos diários e não no resultado final. Lembre-se da máxima de risco-retorno; para atingir uma meta arrojada, são necessários dedicação e tempo proporcional.

Essas atitudes, se bem executadas, vão fazer com que você gere mais valor à sociedade e, consequentemente, mais dinheiro para aportar nos seus investimentos, sem prejudicar suas despesas mensais, e então aguarde os resultados serem construídos. O grande problema é que gerar valor para a sociedade e resultados de investimentos levam tempo e nem sempre são prazerosos no curto prazo. Obtenha um mindset de longo prazo e espere o tempo das coisas. Tenha paciência e seja persistente, pois ninguém aprende a nadar em um dia, então não espere que você vá ficar rico em um dia.

Sobre o autor

Evandro Lyrio Rosindo. Foto: Divulgação
Evandro Lyrio Rosindo. Foto: Divulgação

Evandro Lyrio Rosindo, Empresário e Trader na empresa Sucafina Brasil, formação em Economia e Finanças pela Mercer University com um MBA em Gestão de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas.

Ibef Academy é o ciclo de formação do IBEF Jovem ES, focado em conteúdo das áreas de finanças e economia. Seu objetivo é melhorar o ambiente de negócios e financeiro do Espírito Santo, através da auto capacitação de seus membros nas referidas áreas. O IBEF Jovem ES, por sua vez, é o braço do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças do Espírito Santo (IBEFES) que reúne profissionais com até 35 anos.

Os artigos publicados pelos colunistas são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam as ideias ou opiniões do ES360.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais Colunas