Conselho cultural emite nota de repúdio contra ocupação do teatro Carmélia - ES360

Conselho cultural emite nota de repúdio contra ocupação do teatro Carmélia

No documento, critica-se o esvaziamento que o local sofreu por parte do governo estadual e municipal nos últimos anos

Complexo Cultural Camélia, no bairro Mario Cypreste. Foto: Reprodução/TVE

Representantes do Conselho Municipal de Política Cultural de Vitória emitiram nota de repúdio nesta quinta-feira (06) contra a transferência dos produtos armazenados nos galpões do Instituto Brasileiro do Café (IBC), no bairro Jardim da Penha, para o Complexo Cultural Carmélia, em Mario Cypreste.

No documento, é destacada a importância do espaço para a história da cultura capixaba desde os anos 1980 e criticado o esvaziamento que ele sofreu por parte do governo nos últimos anos, deixando os artistas sem mais um lugar de referência para as suas atividades. A nota é assinada pelo presidente do conselho, Sebastião Ribeiro Filho, e o vice-presidente José Roberto Santos Neves.

“Nos últimos anos, infelizmente, presenciamos o total abandono do Centro Cultural Carmélia Maria de Souza, tanto em suas instalações físicas quanto em sua programação cultural, devido a uma série de falhas e omissões por parte do governo do Estado do Espírito Santo e da atual administração da Prefeitura Municipal de Vitória, a quem cabe atualmente a gestão do espaço”, diz a nota.

O texto ainda pede a união de produtores culturais, vereadores e frequentadores contra o desmantelamento do espaço. Além disso, cobra uma posição do secretário municipal de Cultura, Francisco Grijó, que propôs nesta terça-feira (04) a criação de um comitê com representantes da sociedade civil para debater a revogação da proposta.

Por fim, a nota reivindica a permanência da sede da TV Educativa dentro do centro cultural, alegando a importância do veículo para a divulgação da cultura e das artes produzidas no estado.

“Reiteramos também o apoio deste Conselho à permanência da sede da TV Educativa nas instalações do Centro Cultural Carmélia Maria de Souza, em função da importância deste veículo de comunicação para a divulgação da cultura e das artes produzidas no Espírito Santo, com a devida atenção por parte do Governo do Estado para o pleno desenvolvimento de suas atividades”.

Entenda o caso

O teatro Carmélia é um espaço da SPU (Secretaria de Patrimônio da União) e está cedido à prefeitura de Vitória. Lá dentro ficam as instalações da TV Educativa, que é um veículo de comunicação capixaba. A possibilidade de o Carmélia se tornar local para armazenagem de café surgiu no momento que a SPU anunciou que iria realizar leilão até o fim do ano da área onde ficam os galpões do Instituto Brasileiro do Café (IBC). Essa área é administrada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Com o leilão, portanto, o depósito seria transferido para o Carmélia, cuja paralisação das atividades acontece desde 2013.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Deputado pede investigação de Heleno por monitorar ambientalistas

Dia a dia

Covid-19: Espírito Santo volta a registrar mil casos em 24 horas

Dia a dia

Mortes violentas no Espírito Santo crescem em ritmo maior que no Brasil

País

Lewandowski nega recurso da Globo e manda ao TJ do Rio caso das “rachadinhas”