Conheça nove séries lançadas durante a pandemia - ES360

Conheça nove séries lançadas durante a pandemia

Algumas produções estão concorrendo ao Emmy Awards deste ano. Veja a lista

Cena da série “Little Fires Everywhere”, um dos maiores destaques entre as séries de 2020. Foto: Reprodução

Rostos conhecidos e outros um pouco mais às sombras marcaram a lista dos indicados ao Emmy Awards, divulgada nesta terça-feira (28). Uma das principais premiações da televisão conta com séries que já caíram no gosto do público, como “The Handmaid’s Tale”, “This Is Us” e “Euphoria”, mas também alguns que ainda não são tão conhecidos, por terem sido lançados durante a pandemia da covid-19.

Além das que já foram indicadas à premiação, que acontece no dia 20 de setembro, o portal ES360 elencou nove séries e minisséries que foram lançadas no período do isolamento social, e que ainda buscam uma chance de explodir nos streamings pelos próximos meses.

“Little Fires Everywhere”, “Mrs. America” e “Unothodox” estão entre os principais destaques da premiação e dos apaixonados por maratonar temporadas inteiras.

Confira a lista:

1. Pequenos Incêndios Por Toda Parte (“Little Fires Everywhere”):

Inspirado no livro homônimo da autora Celeste Ng, em 2017, a minissérie vem fazendo burburinho desde o seu lançamento. Suas protagonistas, Elena Richardson (Renee Witherspoon) e Mia (Kerry Washington), são duas mulheres que têm seus caminhos cruzados quando Mia muda-se para uma casa alugada de Elena. De classes sociais bem diferentes, as duas famílias acabam jogadas em uma história que envolve a desigualdade social, racismo, carga mental e uma discussão sobre o que é maternidade. Disponível no Amazon Prime Video.

2. Contos do Loop (“Tales From the Loop”):

Numa mistura de ficção científica, drama e existencialismo, a série dirigida por Nathaniel Halpern (“Killing”, “Legion”) tenta falar sobre o futuro de uma maneira em que os homens ainda estão vivos, sem nenhuma praga ou nova tecnologia para nos matar. Nos contos que são exibidos a cada episódio, histórias de luto, família e relações amorosas são retratadas com viagens no tempo e ida a outros lugares do mundo. Disponível no Amazon Prime Video.

3. A Máfia dos Tigres (“Tiger King”):

As fichas criminais do dono de um zoológico nos EUA viraram matéria-prima para a série documental “A Máfia dos Tigres”. Nela, uma defensora dos direitos dos animais entra em rivalidade com o mundo narcisista, megalomaníaco e exagerado dos criadores de felinos – sobretudo tigres – em cativeiros. Todas essas personalidades, no entanto, têm apenas uma necessidade: ser o centro das atenções. Disponível na Netflix.

4. Pessoas Normais (“Normal People”):

Atual sensação da televisão irlandesa, “Normal People” acompanha os encontros e desencontros de Marianne e Connell, dois jovens de origens distintas que acabam se apaixonando um pelo outro durante diferentes fases da vida, como o ensino médio em uma pequena cidade da Irlanda e a universidade em Dublin. Disponível no Starzplay.

 

5. Nada Ortodoxa (“Unorthodox”):

Para escapar de um casamento arranjado, uma jovem judia foge do Brooklyn, nos Estados Unidos, e vai para Berlim, na Alemanha. Lá, se junta a um grupo de músicos, e inicia uma aventura de descobertas, autoconhecimento e da própria personalidade, que era reprimida pela religião. Mas deixar não vai ser fácil deixar para trás o passado, inclusive as lembranças da tia e avó que a criaram. Disponível na Netflix.

6. Boca a Boca:

Uma das únicas produções brasileiras inéditas deste ano, “Boca a Boca” retrata um problema que já conhecemos bem nesta altura do campeonato: a transmissão de uma doença por meio do contato. Ou, neste caso, pelo beijo. Em uma trama contemporânea e misteriosa, a série retrata os desejos de uma juventude conectada em uma realidade física repleta de medo e desconfiança. Disponível na Netflix.

7. Arremesso Final (“Last Dance”):

Quem nunca ouviu falar de Michael Jordan, tido como o maior jogador de basquete que já entrou nas quadras dos EUA? Dirigida por Jason Hehir, a minissérie de dez episódios gira em torno da última temporada do jogador na NBA, na qual uma equipe de filmagem teve acesso total, revelando imagens inéditas dos bastidores do Chicago Bulls. A série mostra entrevistas exclusivas de várias personalidades da liga de basquete, como o próprio Jordan, Scottie Pippen, Dennis Rodman e Phil Jackson. Disponível na Netflix.

 

8. Eu Nunca… (“Never Have I Ever”):

A comédia romântica criada por Mindy Kaling (“The Office”) narra os sentimentos, desejos e pavores que as pessoas sentem na adolescência. Mas, para ainda adicionar a questão étnica ao roteiro, a trama acompanha Devi (Maitreyi Ramakrishnan), uma jovem de origem indiana que vai morar nos EUA com os pais no início dos anos 2000. Ela acredita que não se encaixa no país, é amiga de duas “nerds” e fica apaixonada pelo garoto mais lindo da escola, que parece inalcançável. Disponível na Netflix.

9. Mrs. America (“Mrs. America”):

De forma irônica e capaz de expressar com detalhes os pensamentos conservadores das mulheres na época em que o feminismo despontava, “Mrs. America” pode não ser fácil de digerir. Para encenar a anti-feminista e neoconservadora Phyllis Schlafly, que lutou contra a igualdade de gênero nos EUA nos anos 1970, ninguém menos que Cate Blanchett estrela a série. Os embates entre o grupo liderado por ela e as oponentes são responsáveis por mudar o cenário político-cultural dos Estados Unidos completamente, até hoje. Disponível na HBO.

 


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Espírito Santo tem sete mortes pela covid-19 em 24 horas

Dia a dia

Justiça suspende retorno das aulas de escolas particulares no ES

Dia a dia

Casagrande decreta novo estado de calamidade pública pela covid-19

Cult

Mesmo com liberação, teatros e cinemas não vão reabrir no ES