Competidor de Viana leva o Rolimã Racing Bairro da Penha - ES360

Competidor de Viana leva o Rolimã Racing Bairro da Penha

Alexandre Barbosa disputou o troféu com mais três corredores. Torneio teve uso de "VAR" e homenagem aos idealizadores do campeonato

Depois de sete horas de competição, o público que compareceu no Bairro da Penha, em Vitória, ontem, conheceu o grande campeão do 11º Rolimã Racing. Alexandre Barbosa, da equipe Caveirões do Asfalto, reinou soberano na última bateria, largou na frente, se manteve na ponta durante toda a descida e cruzou a chegada com folga.

“Na vez passada, fiquei em nono lugar. Essa é a segunda vez que participo. Hoje eu posso falar que corri. Treinamos muito desde o ano passado. Agradeço a todos que nos receberam de braços abertos. Quero dedicar a todo mundo presente e, em especial, aos meninos, filhos do Emerson e do Márcio, que infelizmente não estão mais entre nós”, disse o grande vencedor da competição, Alexandre Barbosa, que é morador de Viana.

Na segunda colocação ficou Fabrício Goldner, seguido de Jacques Leandro, o Ratão, ambos da equipe Triplo X. E na quarta posição, fechando o pódio, Evandro do Nascimento, da Caveirões.

“Quero agradecer de coração ao Emerson Reis que infelizmente se foi, mas foi quem começou isso tudo aqui ”, disse o vice-campeão Fabrício, que recebeu o troféu Márcio Oliveira, homenagem a um dos fundadores do Rolimã Racing. A primeira colocação também teve também uma dedicatória na nomeação do troféu destinada a Emerson Reis, que faleceu ano passado e era um dos grandes incentivadores do evento.

Rolimã Racing
A final da competição contou com uma bateria e quatro competidores. Ruas do Bairro da Penha ficaram movimentadas durante a disputa que começou na manhã deste domingo. Foto: Fábio Vicentini

O público compareceu em peso para assistir às descidas e torcer pelos seus preferidos. Como tradicionalmente, o evento contou com a presença das pessoas da comunidade e de fora do bairro. O piloto que ficou na terceira colocação, Ratão, fez seu discurso ressaltando a importância do campeonato para os moradores da Penha.

“A gente quer que as pessoas saibam que aqui não tem só covardia não, tem emoção, adrenalina, risos, família, aqui tem problemas, mas temos felicidade. Emerson, Márcio, é para vocês ”, ressalta Ratão.

Os participantes foram divididos em grupos de três durante todas as baterias da prova. Dois passavam de fase e um sempre era eliminado, até chegar ao quarteto que disputou a grande final.

E pegando carona no VAR do futebol, o Rolimã Racing também utilizou da tecnologia para rever lances, ultrapassagens e definir algumas classificações e eliminações, como explica o organizador do evento, Sérgio Santana.

“Teve até uso do VAR. Não é só no futebol que temos o VAR não. Usamos as câmeras aqui na Penha para tomar algumas decisões. Por três vezes o resultado foi mudado após a consulta da imagem”, aponta o organizador, que não deixou de comemorar mais uma edição.

“Foi um sucesso. Estamos todos muito felizes. As pessoas compareceram em peso, fizemos uma festa muito bonita. Estamos muito felizes com a realização desta grande festa”.

Mais notícias
Dia a dia

Espírito Santo terá muita chuva nos próximos dias; veja a previsão

Dia a dia

Espírito Santo tem 15 mortes pelo coronavírus em 24 horas

Dia a dia

Rio Doce: Em cinco anos, apenas 34% das famílias cadastradas receberam indenização

País

Após ofensa a Maia, Salles pede a Abin para apurar suposta invasão em sua conta no Twitter