Comissão de Direitos Humanos da Ufes apoia reserva de vagas na pós-graduação - ES360

Comissão de Direitos Humanos da Ufes apoia reserva de vagas na pós-graduação

Hoje, a universidade conta com 64 programas de pós-graduação em nível de mestrado e de doutorado, dos quais cinco adotam reserva de vagas

A Comissão Permanente de Direitos Humanos Cida Barreto da Ufes (Universidade Federal do Espírito Santo) se manifestou nesta terça-feira (24) em favor da reserva de vagas para todos os cursos de pós-graduação da instituição. Hoje, a Universidade conta com 64 programas de pós-graduação em nível de mestrado e doutorado. Destas, no entanto, apenas cinco adotam reserva de vagas.

Em nota publicada no site da Ufes, a Comissão afirma que solicitará ao Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da instituição a retomada das discussões da resolução nº 42/2017, visando estabelecer normas para o sistema de reserva de vagas étnico-raciais nos programas de pós-graduação, incluindo também as demais categorias elencadas pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Territorialidades em tais normativas.

“Entendemos que a realidade de exclusão e vulnerabilidade social enfrentadas por tais minorias visíveis pode ser modificada, à medida que escolas e universidades tenham mais docentes que garantam a diversidade de saberes e vivências. E um caminho para que isso ocorra é pela formação de profissionais com mestrado e doutorado”, afirma a nota da Comissão.

Confira os programas da Ufes que já adotam a reserva de vagas

Artes

25% para estudantes que se autodeclararem pretos, pardos ou indígenas.

Ciências Sociais

25% para PPI e 10% para pessoas trans (edital de setembro/2020).

Psicologia Institucional

25% para estudantes que se autodeclararem pretos, pardos ou indígenas.

Comunicação e Territorialidades

35% para estudantes que se autodeclararem pretos, pardos ou indígenas, 5% para pessoas trans, 5% para pessoas com deficiência e 5% para pessoas refugiadas políticas.

Políticas Sociais

25% para estudantes que se autodeclararem pretos, pardos ou indígenas.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Idosos e profissionais da saúde são vacinados contra a covid-19 em Vitória

País

Município do Pará entra em colapso por falta de oxigênio

Dia a dia

Vila Velha inicia vacinação contra o novo coronavírus nesta terça, às 14h

Dia a dia

“Senti nada, só alegria!”, conta a primeira a ser vacinada no Espírito Santo