Casagrande convoca reunião para discutir medidas sobre covid - ES360

Casagrande convoca reunião para discutir medidas sobre covid

O encontro está marcado para esta quarta-feira com entidades da sociedade, lideranças religiosas e Ministério Público

Por causa do aumento de casos confirmados da Covid-19 no Espírito Santo, o governador Renato Casagrande  anunciou no final da noite desta terça-feira uma reunião com entidades da sociedade, lideranças religiosas, Ministério Público e deputados estaduais para avaliar a situação. O encontro será nesta quarta-feira.

> Transmissão da covid-19 está pior do que em julho, diz infectologista

O motivo da reunião, segundo Casagrande, é a tendência de crescimento do número de casos ativos da Covid-19, ameaçando interromper a queda de mortes e a redução da ocupação de leitos de UTI.

Nesta terça-feira (17), o Espírito Santo teve mais 1.687 infectados, totalizando 172.924 casos da doença. O número faz o Estado repetir a média de contaminados em julho. Naquele mês, no dia 13, a média móvel foi de 1.685 casos. Em seu Twitter, o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes de Medeiros Junior, falou sobre a oscilação dos números.

Esse comportamento, segundo Fernandes, também foi precedido de um aumento sustentado de internações em enfermarias de covid-19 desde o dia 14 de outubro. Além disso, soma-se à rede outras demandas do sistema.

Por fim, o secretário defende a manutenção de todos os cuidados de prevenção contra a doença. “A pandemia não acabou, temos pelo menos mais 8 meses de resistência até ter o processo de vacinação alcançando os primeiros grupos prioritários. Seguiremos convivendo com o uso de máscaras, protocolos sanitários, isolando sintomáticos e testando/monitorando amplamente a população”.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Segurança Pública no Brasil terá US$ 1,2 bilhão do BID; Espírito Santo vai mapear presos

Dia a dia

Espírito Santo tem alerta de chuva volumosa nesta segunda

Mundo

OMS diz que ‘aposta mais segura’ é renunciar às festas de Natal e Réveillon

País

Em votação unânime, STF manda governo divulgar dados integrais da pandemia