Capes libera bolsas, mas não deve beneficiar a Ufes - ES360

Capes libera bolsas, mas não deve beneficiar a Ufes

A instituição tem programas recentes, com notas entre 3 e 5, e o MEC estabeleceu que bolsas serão para programas com notas de 5 a 7

CAMPUS DA UFES GOIABEIRAS
Capes libera bolsas, mas não deve beneficiar a Ufes. Foto: Chico Guedes

A redistribuição de 3.182 bolsas da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), anunciada na última quarta-feira e válida somente para programas de pós-graduação com notas 5, 6 e 7, deve trazer poucos benefícios para a Ufes. Isso porque a universidade não possui programas com notas 6 e 7 – as mais altas na escala. Treze cursos da universidade possuem nota 5. A maioria, porém, são programas criados recentemente e, por isso, possuem notas 3 e 4, diz o reitor da Ufes, Reinaldo Centoducatte.

> Ufes vai fechar 2019 com déficit de até R$ 10 milhões

“Você abre o curso com nota 3, e ele passa por um processo de maturação. Não há como exigir de um programa que nasça hoje uma nota 6 ou 7”, explica.

As bolsas de estudos a serem retomadas são parte das 5.613 que haviam sido cortadas da Capes no último dia 2 de setembro. A Ufes havia estimado que o corte afetaria 18 bolsas de mestrado e 21 bolsas de doutorado de setembro a dezembro deste ano. O novo cálculo, com a retomada, ainda não foi divulgado.

Mais notícias
Dia a dia

Espírito Santo tem seis mortes pelo coronavírus e 1.094 casos em 24 horas

Dia a dia

Eventos infantis serão liberados a partir de 3 de novembro

País

Bolsonaro diz que Forças Armadas estão prontas para “garantir liberdade”

Dia a dia

Anvisa libera importação de 6 milhões de doses da Coronavac