Cachorro e gato com medo de fogos: o que fazer? - ES360

Cachorro e gato com medo de fogos: o que fazer?

Em decorrência do barulho, os animais podem apresentar tremores, latidos, uivos, miados, tentativa de se esconder e até mesmo fuga

Algumas pessoas dizem que com o isolamento, decorrente da pandemia de COVID-19, há uma menor chance de haver festas e, consequentemente, soltura de fogos de artifício.

Se vai ter mais, menos ou igual a quantidade de barulho decorrente da queima de fogos, de verdade, tanto faz. Não devemos nos prender em previsões baseadas em achismos. É de extrema importância que não sejamos pegos de calças curtas, que a nossa casa esteja preparada para minimizar o estresse dos nossos animais de estimação, decorrente dos barulhos.

Os principais sintomas dessa angústia são tremores, latidos, uivos, miados, tentativa de se esconder e até fuga. Por isso, é importante se atentar a algumas dicas simples que podem ajudar, e muito, a minimizar o medo de cães e gatos:

– Prepare um cômodo de segurança para o pet;
– Coloque cobertores e tecidos grossos nas portas e janelas, para abafar o som externo;
– Deixe uma luz mais baixa, mas não escuro completo;
– Ofereça caminhas e tocas para os pets se esconderem;
– Se possível, fique nesse cômodo com seu pet. Ele sempre se sentirá mais seguro ao seu lado;
– Antes de começar o barulho, deixe disponível dispositivos ou brinquedos recheados com alimento que o pet mais gosta;
– Se necessário, converse com o médico veterinário sobre a possibilidade de usar algum tipo de medicação. Mas nada de medicar o pet sem orientação profissional;
– Coloque música, tv ou rádio que o animal já esteja acostumado a ouvir.

Sobre a última dica, alguns canais por assinatura e canais do YouTube disponibilizarão uma programação específica para os animais de estimação.

Na noite de quinta-feira, 31 de dezembro, das 22h às 1h do dia 1º, o Animal Planet cede três horas de sua programação ao DOGTV, primeiro canal dedicado aos cães e desenvolvido especialmente para eles.

O especial virada DOGTV no Animal Planet trará uma seleção de produções que ajudarão os cães a relaxar e se entreter na noite da chegada do ano novo atendendo a suas necessidades e interesses particulares.

Lançado no Brasil em outubro de 2017, o DOGTV foi desenvolvido ao longo de três anos com o objetivo inicial de amenizar a ansiedade de cães que ficam sozinhos em casa. Hoje, o canal é uma opção para donos que se preocupam em oferecer uma opção de entretenimento especialmente desenvolvido para seus melhores amigos de quatro patas.

O conteúdo exclusivo do DOGTV foi desenvolvido a partir de 68 estudos acadêmicos e do trabalho de quatro especialistas em comportamento canino. O resultado é programação que traz combinação de cores, temas e sons atraentes para os cães. A sonoridade foi criada a partir de timbres, frequências e volumes agradáveis para os animais e os elementos visuais respeitam as características fisiológicas próprias da visão canina.

A programação do DOGTV é recomendada pela The Humane Society of the United States e usa métodos aprovados pela American Veterinary Medical Association e pela American Society for the Prevention of Cruelty to Animals.

O National Geografic apresenta, no dia 31 de dezembro, a partir das 23h, o Réveillon Para Pets, uma iniciativa criada em 2017 que visa conscientizar as pessoas sobre os efeitos negativos que os fogos de artifício têm nos animais de estimação. A programação especial ajuda a aliviar o estresse causado pelo ruído por meio de imagens e músicas relaxantes.

Seguindo os conselhos de especialistas, o especial tem como base a Sinfonia pelo Planeta, uma produção que combina música sinfônica com imagens relaxantes do mar, da costa, da terra, das montanhas e do céu, numa composição variada, dinâmica e surpreendente.

Além de ser transmitido no National Geographic, o especial também pode ser visto a partir das 23h nos canais National Geographic Wild e Nat Geo Kids.

Os canais Relax my Dog e Relax my Cat do YouTube terão programação ao vivo para minimizar medo e ansiedade de cães e gatos, respectivamente. Mas há diversos vídeos específicos para lidar com fobia a barulhos e fogos de artifício.

Não há desculpa para deixar oferecer bem-estar aos peludos, principalmente neste momento tão delicado a eles. A minha opção vai ser ficar em casa. Não apenas por conta do isolamento social, mas para garantir um ambiente seguro e confortável para cães e gatos. Afinal, com eles bem, meu ano com certeza começará com o pé (ou pata) direito.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

ES recebe neste domingo 35,5 mil doses da vacina de Oxford/AstraZeneca

Dia a dia

VÍDEO: enfermeira do ES debocha da vacina nas redes socias

Dia a dia

ES registra 24 mortes e 858 novos casos de covid-19 em 24h

País

Começa a distribuição das doses de vacina AstraZeneca/Oxford para Estados