Buscas continuam na Baixada Santista; 29 mortes são confirmadas - ES360

Buscas continuam na Baixada Santista; 29 mortes são confirmadas

Guarujá foi a cidade mais atingida, com 24 mortos. Há ainda três vítimas fatais em Santos e duas em São Vicente. No total, são 483 desabrigados

Buscas continuam na Baixada Santista; 29 mortes são confirmadas. Foto: Governo do Estado de São Paulo
Buscas continuam na Baixada Santista; 29 mortes são confirmadas. Foto: Governo do Estado de São Paulo

Pelo quarto dia, os bombeiros trabalham nas buscas por desaparecidos da chuva que deixaram um rastro de destruição em Santos, São Vicente e Guarujá, no litoral sul de São Paulo. Quarenta e uma pessoas continuam desaparecidas. Vinte e nove pessoas morreram. A informação foi atualizada na manhã desta sexta-feira, 6, pelos bombeiros.

A cidade mais atingida foi o Guarujá, que concentra o maior número de mortes (24). Na cidade, sete morros foram atingidos, sendo dois com maior gravidade: o da Barreira do João Guarda e o da Bela Vista, conhecido como Macaco Molhado.

Em Santos, há três mortos e cinco desaparecidos. São Vicente registrou duas mortes e tem um desaparecido. Ao todo, 483 pessoas estão desabrigadas: 228 no Guarujá, 3 em São Vicente, 150 em Santos e 102 em Peruíbe.

Os municípios afetados já receberam 21,2 toneladas de materiais de ajuda humanitária, incluindo colchões, cobertores, cestas básicas, água sanitária e água potável. O estoque ficará armazenado no depósito do Fundo Social de Santos e será distribuído mediante solicitação das defesas civis locais.

O Coordenador Estadual de Proteção e Defesa Civil, Coronel PM Walter Nyakas Junior, permanece na região e em reuniões com o Gabinete de Crise.

A previsão para esta sexta-feira é de chuva moderada a fraca em pontos isolados da Baixada Santista. Como o solo já está encharcado pelo volume de água dos dias anteriores, o risco de novos transtornos e deslizamentos continua elevado.

Em nota, o governo do Estado de São Paulo informou que publicou no Diário Oficial a homologação dos decretos municipais de situação de anormalidade do Guarujá (estado de calamidade pública), Santos e São Vicente (situação de emergência). Agora, eles seguem para a Defesa Civil Nacional para o devido reconhecimento federal. Na quinta-feira, 5, esses decretos foram reconhecidos no Diário Oficial da União.

Estadão Conteúdo


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Teste

Teste do campo de Autoria

Bem-estar

"O ES pode colapsar junto", afirma secretário de Saúde

Dia a dia

Saiba como agendar a vacina contra covid no Espírito Santo

Esportes

Olimpíada deve receber número limitado de torcedores