Bolsonaro veta socorro de R$ 4 bi para empresas de transporte público - ES360

Bolsonaro veta socorro de R$ 4 bi para empresas de transporte público

Projeto de lei previa o repasse dos recursos a Estados, ao Distrito Federal e aos municípios com mais de 200 mil habitantes para garantir a prestação dos serviços durante o estado de calamidade causado pela pandemia

O presidente Jair Bolsonaro vetou integralmente o projeto de lei aprovado pelo Congresso Nacional que destinava R$ 4 bilhões a empresas de transporte coletivo, como ônibus, trem e metrô. O veto ao projeto de lei 3.364/2020 por “inconstitucionalidade e contrariedade ao interesse público” foi publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira, 10.

O texto previa o repasse dos recursos a Estados, ao Distrito Federal e aos municípios com mais de 200.000 habitantes, em caráter emergencial, para socorrer as empresas e garantir a prestação dos serviços em razão do estado de calamidade pública causado pela pandemia de coronavírus.

Na justificativa do veto, o governo alega que a medida fixa despesa sem apresentar estimativa do respectivo impacto orçamentário e financeiro. Além disso, a proposta ultrapassa o período de calamidade pública, que termina neste mês, e poderia acarretar redução de receita após 2020, o que exigiria a apresentação de medida compensatória.

Estadão Conteúdo


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Enfermeira que debochou de vacina é demitida da Santa Casa

País

Lewandowski abre inquérito para apurar atuação de Pazuello em Manaus

Dia a dia

Covid-19: Espírito Santo registra 48 óbitos em 24 horas; total chega a 5.716

Dinheiro

Se endividamento for menor, pode debater auxílio de até 6 meses, afirma Maia