Bolsonaro: colaboro contra corrupção ao não escolher ministro por apadrinhamento - ES360

Bolsonaro: colaboro contra corrupção ao não escolher ministro por apadrinhamento

Um dia depois de afirmar que 'acabou com a Lava Jato porque não há mais corrupção no governo', o presidente faz críticas a Moro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que a escolha de ministros “não por apadrinhamento, mas por competência” é uma das colaborações de seu governo ao combate à corrupção. Sem citar o nome do ex-ministro da Justiça Sérgio Moro, Bolsonaro afirmou que o atual ocupante do cargo, André Mendonça, é “muito, mas muito melhor que outro que nos deixou há pouco tempo”.

Na quarta-feira (7), Moro criticou pelo Twitter as declarações do presidente Jair Bolsonaro de que teria acabado com a Operação Lava Jato em função do fim da corrupção no governo. “As tentativas de acabar com a Lava Jato representam a volta da corrupção. É o triunfo da velha política e dos esquemas que destroem o Brasil e fragilizam a economia e a democracia. Esse filme é conhecido”, escreveu Moro.

Bolsonaro participou nesta quinta-feira, 8, de solenidade de encerramento dos cursos de formação de policiais federais. Segundo o presidente, sua eleição em 2018 ao cargo que ocupa é fruto, entre outros fatores, do trabalho da Polícia Federal. Ele destacou que, além da atuação do órgão durante o atentado que sofreu em Juiz de Fora (MG), “o outro efeito do trabalho de vocês (na minha vida) foi – e ainda é hoje em dia – no combate à corrupção. Isso fez com que muita gente olhasse para um candidato diferente e eu acabei sendo eleito”.

Estadão Conteúdo


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Vacina: eficácia será conhecida em breve

Dia a dia

Defesa Civil está em alerta máximo para chuvas no ES

Tec

Mercado de startups caminha para o melhor ano da história

Dia a dia

Espírito Santo tem 7 mortes pelo coronavírus em 24 horas