Banda de jazz fará live solidária para ajudar crianças e idosos - ES360

Banda de jazz fará live solidária para ajudar crianças e idosos

O dinheiro levantado na live da Finest Hour será doado para uma associação de deficientes intelectuais em Vila Velha. Saiba como assistir

Alguns dos integrantes da banda de jazz Finest Hour. Foto: Reprodução/Facebook

Uma semana após a comemoração do Dia Mundial do Jazz, em 30 de abril, a banda capixaba Finest Hour resolveu usar a música para fazer o bem neste período de pandemia. Em clima de solidariedade, eles farão uma live neste sábado (09), às 19h, para ajudar a Associação Renascer de Vila Velha, que cuida de idosos e crianças com deficiência intelectual. A apresentação será feita diretamente do Estúdio Bravo, em Vitória, e transmitida pelo Instagram e Facebook.

Os músicos revisitarão alguns dos maiores sucessos do gênero, divididos em bossa nova, standards, clássicos americanos e releituras do blues. No palco, a banda vai interpretar desde “The Girl From Ipanemia”, a versão em inglês para a música de Tom e Vinicius, até canções do grupo The Police, mas com uma levada de jazz.

A apresentação também marca o aniversário do vocalista, Gilson Muniz, que completa 51 anos no dia. E, para ele, não há forma melhor de comemorar do que ajudando pessoas que estão sofrendo os reflexos dessa crise no Espírito Santo. “Preciso cantar jazz e bossa nova para tocar os corações das pessoas em casa, seja com comida, seja com o nosso som”, diz o artista.

As doações poderão ser feitas na hora pelo PicPay ou por transferência bancária (mais detalhes nas redes sociais da Finest Hour). Qualquer valor será aceito.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Finest Hour Jazz Official (@finesthourjazz) em


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Deputado pede investigação de Heleno por monitorar ambientalistas

Dia a dia

Covid-19: Espírito Santo volta a registrar mil casos em 24 horas

Dia a dia

Mortes violentas no Espírito Santo crescem em ritmo maior que no Brasil

País

Lewandowski nega recurso da Globo e manda ao TJ do Rio caso das “rachadinhas”