Até março, ES deve receber vacinas para 100% dos profissionais da saúde - ES360

Até março, ES deve receber vacinas para 100% dos profissionais da saúde

Segundo o subsecretário de vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin, o Estado ainda não recebeu todas as doses destinadas ao grupo. "Na medida que elas forem chegando, serão destinadas dentro e suas cotas"

Até o início de março, a Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) deve receber todas as vacinas necessárias para garantir a imunização de 100% dos trabalhadores de saúde. A afirmação é do subsecretário de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin. De acordo com ele, na medida que as doses chegarem ao estado, elas serão distribuídas dentro de suas cotas.

Subsecretário de estado de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin. Foto: Divulgação/Sesa
Subsecretário de estado de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin. Foto: Divulgação/Sesa

Em coletiva de imprensa na manhã desta sexta-feira (12), Reblin explicou que o Espírito Santo possui hoje em estoque apenas as as vacinas condizentes à segunda dose dos lotes já aplicados nos idosos, população indígena e profissionais de saúde.

“Elas estão guardadas e acondicionadas com toda a segurança. Tomamos a decisão de não usá-las para dar sequência à vacinação de quem ainda não havia sido vacinado. A exceção disso é a vacina da AstraZeneca que recebemos apenas a primeira dose. Mas como ela tem um intervalo maior, de 90 dias para ser aplicada, receberemos a segunda remessa em um pedido posterior”, disse.

Ainda de acordo com o subsecretário, a chegada de novos imunizantes permitirá também a imunização de idosos abaixo de 90 anos. “Na medida que novas doses chegarem, a faixa etária vai diminuindo até que se complete a vacinação de toda a população acima de 60 anos.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

Apenas 3 municípios do ES aderiram à compra direta de vacinas

País

MP encerra grupo que investigava Flávio Bolsonaro

Política

Coaf tenta barrar investigação da PF no caso Flávio

Dia a dia

Maranata leva ensinamentos a pessoas com deficiência