Às vésperas do ENEM, a coluna propõe avaliar as redações dos(as) internautas - ES360

Às vésperas do ENEM, a coluna propõe avaliar as redações dos(as) internautas

A prova de redação do ENEM ocorre no dia 03 de novembro, no próximo domingo. Às vésperas do exame, a pergunta se repete: “Você aposta em que temas, professora, para a redação”?Não se trata de aposta. Quando indicamos uma proposta de produção textual, sobretudo com vistas aos exames de seleção, como o ENEM, levamos em consideração temas relevantes e atemporais, mas, também, aqueles de destaque nos últimos tempos, relacionados a tragédias, descobertas recentes, dados de pesquisa, estudos científicos importantes divulgados e, também, ao contexto político em foco no momento.

O governo em exercício, evidentemente, exerce sua influência na escolha da temática da redação. Não se pode ser ingênuo… E não estou falando propriamente de censura clara e direta (pelo menos até aqui, não se comprovou nada nesse sentido), mas o Ministério da Educação dificilmente indicará um tema em torno de questões que foram caras ao governo em exercício. Sinceramente, acho difícil, por exemplo, neste primeiro ano do governo Bolsonaro – tempos de queimadas, embates entre o governo brasileiro com outros países sobre a soberania em relação à Amazônia, derramamento de óleo nas praias nordestinas – temas ligados ao meio ambiente. Toneladas de “pedras” cairão certamente no telhado de vidro do governo atual. Outro tema caro à atual administração é a liberdade de expressão.

Para além da discussão sobre o tema provável da redação da prova de domingo, o importante mesmo é que o aluno esteja preparado para a elaboração do texto, tenha se exercitado bastante, tenha lido sobre assuntos variados, prestando atenção não só no conteúdo dos textos, mas nas estratégias argumentativas utilizadas pelos seus autores. Aprendemos a escrever escrevendo e lendo também.

A coluna LINGUAviaGEM desta semana, considerando os fatores destacados aqui, apresenta a seguinte proposta: “O envelhecimento da população brasileira: efeitos e providências”. Lembre-se dos debates acalorados a respeito da reforma da previdência ocorridos durante o ano e tome como referência esta matéria do Canal Futura. Leia/ouça, ainda, esta canção de Arnaldo Antunes, com outra perspectiva sobre o envelhecer.

  • Envelhecer
  • a coisa mais moderna que existe nessa vida é envelhecer
    a barba vai descendo e os cabelos vão caindo pra cabeça
    aparecer
    os filhos vão crescendo e o tempo vai dizendo que agora é
    pra valer
    os outros vão morrendo e a gente aprendendo a esquecer

    não quero morrer pois quero ver como será que deve ser
    envelhecer
    eu quero é viver pra ver qual é e dizer venha pra o que vai
    acontecer

    eu quero que o tapete voe
    no meio da sala de estar
    eu quero que a panela de pressão pressione
    e que a pia comece a pingar

    eu quero que a sirene soe
    e me faça levantar do sofá
    eu quero por Rita Pavone
    no ringtone do meu celular

    eu quero estar no meio do ciclone
    pra poder aproveitar
    e quando eu esquecer meu próprio nome
    que me chamem de velho gagá


A coluna se propõe a avaliar, até sábado, dia 2, as cinco primeiras redações enviadas para o e-mail: [email protected]. É uma ótima oportunidade de você (algum parente ou amigo/a) se exercitar nesta tarefa tão desafiadora quanto a da escrita!

Professora de Português, Literatura e Redação. Tem o prazer de ensinar (e aprender) a ler e a escrever há mais de 30 anos.

Os artigos publicados pelos colunistas são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam as ideias ou opiniões do ES360.

Mais Colunas

Arte, Cultura e Educação sob reflexão no Museu da Vale

Avaliação de redações dos(as) internautas

A redação escolar e seus desafios

Cinco passos para a preparação de um texto dissertativo-argumentativo, como é solicitado pelo ENEM e por boa parte dos exames vestibulares

Uma experiência internáutica com linguagens

A página contará, inicialmente, com duas temáticas principais: a leitura e a escrita. E terá ainda uma seção exclusiva para a poesia