As áreas que oferecem mais vagas de estágio - ES360

As áreas que oferecem mais vagas de estágio

Segundo levantamento do CIEE, Pedagogia é o curso superior com mais chances de estágio, seguido de Administração e Direito

Ana Paula Nunes, estudante de Pedagogia
Ana Paula Nunes descobriu no estágio da Pedagogia, no Colégio Faesa, a faixa etária de alunos que quer atuar. Chico Guedes

O estágio é, em muitos casos, a principal porta de entrada no mercado de trabalho. E alguns cursos oferecem mais chances dos futuros profissionais conquistarem essa oportunidade. No Espírito Santo, quem lidera o ranking de vagas de estágio é o curso de Pedagogia, com estagiários ocupando 27% das oportunidades disponíveis. Outras nove áreas, entre cursos superiores e técnicos, estão no ranking de um levantamento realizado pelo CIEE (Centro de Integração Empresa Escola do Espíríto Santo) com dados de 2018.

Além da área pedagógica, Administração, com 15,37% das constratações, e Direito, 11,99%, oferecem boa colocação aos estudantes. Os dados apontam também que o ensino técnico representa 45% dos contratos do ano passado. Quem teve mais oportunidades nessa escolaridade foram os alunos de Técnico em Administração, seguido de Técnico em Enfermagem e Técnico em Mecânica.

A gerente de operações do CIEE-ES, Valquíria Dadalto, explica que há uma demanda muito grande por estudantes de Pedagogia pelas redes municipais e estadual de ensino e também por escolas particulares. “Nos programas de estágio, os estudantes dão suporte e apoio aos pedagogos nas escolas. Em creches, atuam junto com os professores na sala de aula”, explica.

Outro fator que também contribui para o alto número de estágios, segundo Valquíria, é o crescimento do ensino a distância (EAD), principalmente para pedagogia e administração. “Nesses tipos de curso, os alunos também têm oportunidade de estágio e competem igualmente com os presenciais”, explica.

Sobre o curso de Administração, ela conta que o estudante tem diversas áreas de atuação dentro de uma empresa e pode avaliar a função que mais se identifica.

Para a coordenadora de Pedagogia e Ciências Biológicas da Faesa, Elimar Leal, o estágio enriquece a formação do aluno. “Um dos grandes benefícios é a vivência no campo profissional e a trocas entre os professores e os jovens profissionais. Também há integração das práticas vivenciadas na sala de aula e nas escolas”, reforça.

Quem está no primeiro estágio em uma escola é a estudante de Pedagogia Ana Paula Nunes dos Santos, de 29 anos. Ela conta que sempre quis estar em sala de aula, mas durante anos trabalhou como vendedora até resolver começar a faculdade. “Quando vim fazer a entrevista, não sabia em qual faixa etária gostaria de trabalhar dentro da pedagogia. E hoje, auxilio a professora com alunos entre 5 e 6 anos. Acho que me encontrei. A gente ensina e aprende muito a cada dia com as crianças”, diz.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais notícias
Dia a dia

ES é atingido por 11 mil raios; chuva continua até terça

Mundo

Araújo é advertido ao não usar máscara em encontro em Israel

Dia a dia

Covid: ES registra 14 mortes e 673 casos neste domingo

Dia a dia

Covid: Morre primeiro paciente transferido de SC para o ES